Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Jornal Agora

"Alunos colocam as digitais e vão embora, tudo isso será fiscalizado", afirma diretor do DETRAN

Compartilhe

O Departamento Estadual de Trânsito através da coordenação que fiscaliza os Centros de Formação está intensificando as aprovações para impedir uma verdadeira ‘farra’ de algumas auto escolas que não estariam cumprindo  o que determina o Código Brasileiro de Trânsito que exige 60% de aprovação dos alunos para que as auto escolas tenham credenciamento renovado.

Tanto na capital como no interior, cerca de 30% dos 141 Centros de Formação do Piauí não atingem o índice mínimo. A pior das auto escolas não chega a 40% de aprovação em provas teóricas e práticas

O diretor de habilitação do DETRAN, Venâncio Cardoso, afirmou que as auto escolas correm o risco de não renovação do credenciamento. “Sendo muito grave pode até gerar o descredenciamento da CFC ou a não renovação do seu credenciamento, constatando que a CFC não está condizente com a legislação e não está fazendo o curso de formação pode não renovar o credenciamento no momento na renovação de portaria”, afirmou.

Segundo a direção, os alunos não estariam assistindo as aulas, eles colocam as digitais no início e no final de cada aula. No final de tudo isso algumas não conseguem atingir o índice mínimo de aprovação dos alunos que é de 60%. Jesualdo Castro, condutor não habilitado, deveria ter feito as 45 horas/aulas teóricas e 25 horas/aulas práticas mas ele confirma que não chegou a frequentar todas as aulas. “Fiz as minhas aulas completas, só que eu só estava colocando as digitais não estava praticando, já estou indo para as aulas práticas sem assistir a teórica”, declarou ele.

Dos 4.411 condutores autuados 1.173 estavam sem habilitação, a utilização dos itens de segurança também é outra falha. Para os proprietários de auto escolas as fiscalizações são importantes mas cobram também do DETRAN que ofereçam melhor avaliação. “As auto escolas preparam o aluno, quando ele chega para fazer o teste entra o fator nervosismo e isso termina sendo avaliado, todos nós quando somos submetidos a avaliação vem a questão do nervosismo. Então muitas vezes o aluno está preparado e ele fica reprovado pela questão do nervosismo, isso vai do DETRAN também”, afirma o empresário Igor Meireles.

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title



Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar