Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Jornal Agora

Mais de R$ 4 milhões são liberados para investimentos na agricultura familiar do Piauí

Compartilhe

O Secretário de Estado de Desenvolvimento Rural, Francisco Lima, esteve no Programa Agora nesta terça-feira, onde concedeu entrevista e falou dos investimentos em agricultura familiar no Estado. Uma liberação de quase R$ 4 milhões foi anunciada na sede da Secretaria, para famílias que trabalham com agricultura no Piauí. Mais conhecida como ‘Compra Direta’, os repasses iria beneficiar as famílias com fortalecimento do trabalho e da atividade, refletindo no desenvolvimento social das comunidades.

Famílias serão beneficiadas me média razoável. Esse programa é do Governo Federal, executado em parceria com o Governo do Estado e estimula os mais pobres a comercializar sua produção. Esses produtores fornecerão para o compra direta da agricultura familiar, fortalecendo sua capacidade de entrada no mercado. Esses alimentos são distribuídos para outras instituições que trabalham com segurança alimentar e nutricional do Estado”, disse.

Seguro Safra

“O estado quitou todas as parcelas de contribuição do Seguro Safra, ainda existem cerca de 50 municípios que efetivaram sua inscrição e ainda não quitaram suas parcelas. O Governador está preocupado com isso, o produtor quitou sua parte e esperamos que haja a contribuição dos demais. Muitas pessoas perderam sua safra por conta da estiagem, por isso temos apoio à irrigação, produção melhor adaptada e armazenamento. Essas medidas ajudar os produtores a lidar com a estiagem, com cisternas, irrigação, sistema de abastecimento de água e temos a meta de aumentar esses projetos de convivência com a seca, que é também uma questão educativa, para conhecer as culturas que menos são prejudicadas com a estiagem. Pequenos projetos voltados para a agricultura familiar são focados para permitir que o produtor armazene alimentos para seus animais não sofrerem tanto com a seca”, afirmou.

Como se enquadrar nesses projetos

“O produtor deve procurar a DAP, escritórios regionais e demais entidades ligadas com ações do Programa Viva Semiárido”, finalizou o Secretário.


 


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar