Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Jornal Agora

Notícias de Brasília: PSB votará contra reformas de Michel Temer

Compartilhe

A repórter Samantha Cavalca, correspondente da Rede Meio Norte em Brasília, durante participação no Agora desta terça-feira, dia 25, falou sobre a situação dos três deputados Atila Lira, Heráclito Fortes e Rodrigo Martins, que são da base aliada do governo do presidente Michel Temer,. pretendiam votar a favor da reforma. No entanto, ontem, a direção nacional do PSB, partido deles, anunciou retirada e votará contra a reforma.

O partido possui 35 deputados federais. A direção nacional do PSB ameaçou usar o Estatuto do partido contra os infiéis, quem votar contra pode ser expulso do PSB.

 class=

Atila Lira disse que a decisão foi do Executivo, grupo do partido, e que cabe recurso. Ele, inclusive, informou à repórter Samantha Cavalca que há um grupo nesse exato momento de deputados que assinaram um documento para pedir que o partido libere os deputados, ou seja, que os deputados não sejam obrigados a seguirem a orientação da Executiva Nacional do Partido.

A justificativa dos deputados é a seguinte: eles não podem ser pressionados a ter nenhum tipo de voto em uma votação tão relevante, como é a votação da Reforma Trabalhista e da Previdência.

Os deputados Heráclito Fortes e Rodrigo Martins foram procurados para falar sobre o assunto, mas não responderam.

Samantha ainda falou sobre o Fórum dos Governadores que conta com a presença de Temer, na residência oficial do presidente da Câmara, Rodrigo Maia. O objetivo da reunião é discutir a Reforma da Presidência.

O governador Wellington Dias não compareceu a reunião que acontece agora na residência oficial de Rodrigo Maia e que conta a presença do presidente Michel Temer.

Wellington Dias  tinha confirmado presença, como informado ontem por Samantha na tela da Rede Meio Norte, mas depois de conversa com Lula ontem, resolveu não comparecer. Alegou motivos pessoais. Temer tenta na reunião conseguir o apoio dos governadores para que estes convençam as bancadas federais de seus estados a votarem a favor da Reforma Previdência.