Em entrevista ao jornalístico 'Agora', da Rede Meio Norte, nesta quarta-feira, 22 de dezembro, o secretário de Fazenda Rafael Fonteles (PT) pontuou que o Piauí já bateu o seu recorde histórico em investimentos em 2021, alcançando a marca de R$ 1,1 bilhão aplicados ao longo do ano, de acordo com ele o montante pode chegar até a R$ 1,3 bilhão. 

"Esse ano de 2021 é o ano em que houve maior volume de investimentos da história do Piauí, já investimos R$ 1,1 bilhão e até o final do ano devemos chegar a R$ 1,2 bilhão ou até R$ 1,3 bilhão aplicados em investimentos, ou seja, recorde histórico de investimentos do Governo do Piauí". 

O presidente do Comsefaz (Comitê Nacional dos Secretários de Fazenda) ainda explicitou que o Piauí é o segundo com maior avanço no Produto Interno Bruto, que é a soma das riquezas do Estado, conferindo assim mais uma mostra do montante de investimentos próprios e da iniciativa privada. 

"O Piauí é o segundo com  maior crescimento do PIB na década, é sinal que tanto está havendo grande investimento público quanto investimento privado e só há investimento privado se há confiança no Estado, nas instituições do Estado", sinalizou. 

Rafael Fonteles destaca que mais de R$ 1,1 bi foram investidos no Piauí em 2021 (Foto: Victor Melo)Rafael Fonteles destaca que mais de R$ 1,1 bi foram investidos no Piauí em 2021 (Foto: Victor Melo)

"Piauí mais paga dívida do que contrai"

Mais uma vez, o coordenador do PRO Piauí esclareceu que o Piauí não tem aumentado o endividamento, pelo contrário, voltou a frisar que o indicativo está no menor patamar da história, e que o Estado tem quitado mais dívidas do que contraído. 

"Eu acredito que mais por desconhecimento e não por má fé algumas pessoas da oposição que o Estado está endividado e isso é uma falácia e sempre rebatemos, e rebatemos com dados, hoje o Piauí está com o menor patamar de endividamento da história. Só para fins comparativos o Governo Federal deve quase 100% do seu PIB e o Estado do Piauí deve menos de 10% do seu PIB, ou seja, o Piauí tem mais pagado dívidas do que contraído dívidas", comentou. 

Antecipação dos salários 

Fonteles ainda celebrou a antecipação do salário de dezembro, que já foi creditado na conta do funcionalismo público estadual, destacando que são mais de R$ 400 milhões em circulação na economia local, e antes do Natal, o que pode alavancar o comércio. 

"De fato essa antecipação de recursos é importante no momento de crise econômica que o país passa, qualquer injeção de recursos ajuda nesse processo de recuperação econômica, então essa antecipação ajuda a economia, mostra a valorização do servidor publico que sempre foi marca da gestão Wellington Dias, é a vacina para a recuperação econômica". 

O petista ainda complementou. "No caso do Governo do Piauí é um volume superior a R$ 400 milhões que ajuda a ter um período natalino gerando mais força no período natalino. 

Foi a antecipação da antecipação foi possível antecipar para hoje, então os servidores estão recebendo ao longo do dia, mostra o compromisso desse governo com o equilíbrio econômico e a valorização dos servidores". 

Secretário de Fazenda do Piauí evita opinar sobre lançamento de pré-candidatura (Foto: Victor Melo)Secretário de Fazenda do Piauí evita opinar sobre lançamento de pré-candidatura (Foto: Victor Melo)

Lançamento da pré-candidatura 

No âmbito político, Rafael Fonteles disse não ter opinião sobre as estratégias políticas - se o lançamento da pré-candidatura ocorre em janeiro ou em março - voltando a frisar que está à disposição do Partido dos Trabalhadores e da base aliada para as eleições do próximo ano. 

"Da minha parte o que tenho que comunicar ao partido, é que nosso nome está à disposição, essa questão da estratégia político-eleitoral é do nosso partido, não temos opção, opinião sobre data, sobre estratégia, o que nos colocamos é a disposição do PT e da base aliada". 

Chapa Lula e Alckmin 

Ademais, sobre a possibilidade do ex-presidente Lula compor uma chapa com o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin em 2022, o secretário disse que ela deixou de ser possível para se tornar provável, destacando que o jantar promovido pelo grupo Prerrogativas e que marcou a primeira aparição pública dos dois após o início das conversações, foi histórico. 

Fonteles diz que chapa Lula e Alckmin é provável (Foto: Victor Melo)Fonteles diz que chapa Lula e Alckmin é provável (Foto: Victor Melo)

"O mesmo exercício de grandeza política, de diálogo com forças opostas está ocorrendo, não é só uma chapa possível, é uma chapa provável, que inclusive disputaram em 2006 para a defesa de uma pauta social, aquele jantar específico representou isso". 

[email protected]