Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Jornal Agora

PRF, Polícia Militar e Conselhos Tutelares trabalham para reduzir exploração sexual infantil nas rodovias do PI

Compartilhe

Image title

Nos últimos dois anos, o Piauí registrou um aumento de 120% no número de ocorrências nos casos de exploração sexual infantil. No Brasil, os números de exploração sexual infantil em BRs são assustadores.

O inspetor da PRF Juracy Sodré destaca que a Polícia Rodoviária Federal desenvolve um projeto voltado para essa questão desde o ano de 2013.

“A Polícia Rodoviária Federal há muito tempo desenvolver o projeto Mapear que tem o objetivos de fazer levantamento dos pontos vulneráveis. Ele começou em 2013 e estamos em uma fase de transferência da metodologia que qualificará ainda mais nosso trabalho realizado nas rodovias do Piauí”, disse

Segundo o Comandante Geral da Polícia Militar do Piauí, Coronel Carlos Augusto, o trabalho será feito em parceria com a Polícia Rodoviária Federal.

“Foram encontrados 1800 pontos vulneráveis em todo pais e 300 no Piauí. Nós fomos procurados pelo Conselho Tutelar, através do Djan, e sentimos na obrigação de combater este tipo de crime. O crime de castelo,por exemplo, que ganhou repercussão nacional, mostra o quanto ainda precisamos avançar. A Polícia Militar vai fazer parceria com os Conselhos Tutelares de todas as cidades que forem detectadas como pontos críticos. Nas PIs podemos evitar esse tipo de coisa. Vamos buscar essa experiência da PRF, porque realizam este tipo de abordagem desde 2013. Para isso, vamos capacitar nossos policiais, já que não é uma abordagem comum. Pelo contrário, é um trabalho que precisa ser orientado”, destaca.

O conselheiro tutelar Djan Moreira avaliou a importância da discussão do tema.

“Gratidão. Dizer que segunda-feira o Estatuto da Criança e do Adolescente completará 25 anos e discussão como esta é um presente. Essa transferência de metodologia possibilitará um trabalho eficaz entre PRF, Polícia Militar e Conselho Tutelar. Crime como esse se combate com prevenção. É assustador e essa violência sexual é mais cruel”, afirma o conselheiro tutelar Djan Moreira.

Denúncias

Coronel Carlos Augusto acrescenta que o número de denúncia tem aumentado.

“Nos últimos anos, este tipo e crime tem sido denunciado mais. Acredito que o aumento em si possui relação com aumento de denuncia que, antes, não acontecia”, afirma.

Pontos críticos

O inspetor da PRF Juracy Sodré cita quais os locais considerados mais críticos.

“Lembrando que esses pontos correspondem a locais onde existe a possibilidade de acontecer o ato. As vulnerabilidades sócias são muito grandes, de caráter social, econômico e educacional. Os pontos são geralmente onde há grande fluxo de caminhoneiros, motéis, restaurantes, bares que se aglomeram próximo das rodovias. Em alguns pontos, pelo fluxo de caminhoneiros e de outras pessoas, pode ocorrer violência sexual. Algumas pesquisas realizadas, como uma de 2012, mostra que eles próprios dizem que se envolvem neste tipo de situação. No entanto, não são apenas caminhoneiros, mas outros perfi8ls de violentadores”, esclarece.

Municípios pequenos

“Hoje o projeto Mapear faz um cruzamento com dados do IDAH dos municípios para saber onde estão os mais vulneráveis”, diz o Coronel Márcio Oliveira.

Teresina

“Nesta questão, Teresina tem a chamada rede de proteção. A parceria com a Polícia Militar, PRF e Conselhos será intensificada. Na prática, vai permitir mais barreiras nas saídas e em locais considerados críticos. Antes, a cada 56 km havia um ponto. Hoje, a cada 108 km existe um ponto critico. Não acabou, mas se camuflou. Com barreiras nas saídas, vamos poder abordar e prevenir este tipo de crime. Vai envolver toa a rede de proteção”, declarou Djan.

Estrutura do interior

“A estrutura é muito tímida, embora com aquisição de veículos. A estrutura é mantida pelas prefeituras. Porém, há municípios que ainda não encararam esse desafio.Aliás, será um grande desafio”, afirma Djan.

“Nas principais cidades, nós temos a presença só Conselhos. O importante é levar em consideração esses dados de ações já feitas e melhorá-los. Além da prostituição, temos a questão do consumo de bebida alcoólica”, diz o CoronelMárcio Oliveira.


Parabenizar a Rede Meio Norte

“Discussões dessa natureza são importantes no processo de prevenção. Só podemos conseguir amenizar tal situação com engajamento de toda a sociedade. Eu quero aqui parabenizar a Rede Meio Norte pela iniciativa”, afirma Djan.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar