Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros
Jornal Agora

Frank Aguiar rebate Quem Quem: "Ele não me conhece"

Compartilhe
Google Whatsapp

O candidato ao Senado Federal pela coligação de Dr. Pessoa, Frank Aguiar, foi o quinto a participar da série de sabatinas com candidatos ao Senado pelo Piauí nestas eleições, no Jornal Agora da Rede Meio Norte, na tarde quarta-feira (29/08).

Já foram sabatinados Francisco das Chagas, Quem Quem, candidato ao Senado pelo Avante; Marcos Vinicius Cunha Dias (PTC), candidato ao Senado pela coligação de Dr. Pessoa (Solidariedade); Marcelo Castro, candidato ao Senado pela coligação de Wellington Dias (PT) e o professor universitário Paulo Henrique, candidato ao Senado pela Rede,

 (Crédito: Éfrem Ribeiro)
(Crédito: Éfrem Ribeiro)

Frank Aguiar respondeu perguntas dos jornalistas Arimatéa Carvalho, Samantha Cavalca, Ananias Ribeiro e do apresentador Amadeu Campos. Nos 10 minutos finais, a candidato respondeu questionamentos enviados por telespectadores. A sabatina teve duração de 30 minutos.

Amadeu Campos: Candidato,  por que o senhor se considera preparado para representar o Piauí no Senado Federal?

Frank Aguiar: Primeiro por me conhecer, saber o quanto posso servir nesta missão que eu sempre chamo e conhecer a vida que está no estado do Piauí e por ser um filho que ama tanto essa terra, que sempre defendi por todos os momentos quanto tive oportunidade, quando saí daqui por falta de  oportunidade, buscando a realização dos meus sonhos lá fora. Então eu me sinto apto à servir e estou aqui à disposição.


Samantha Cavalva: Candidato, o senhor sofre críticas ao que diz respeito a “o Frank saiu do Piauí…Hoje é conhecido nacionalmente, mas na política o Frank nunca fez nada pelo estado”. Na Sabatina aqui, o Quem Quem disse que o senhor era oportunista e perguntou “por que que ele não se candidata em São Paulo?”. Então o que o senhor tem a dizer sobre isso? 

Frank Aguiar: Quero deixar um grande abraço ao Quem Quem, dizer que é muito bom que ele esteja participando dessa disputa. Que pena que ele não me conhece para saber quem sou, mas eu o perdoo de toda e qualquer dúvida que ele tenha em relação a mim.  Em São Paulo eu tive a oportunidade de me candidatar, fui deputado federal, fui prefeito duas vezes de uma cidade enorme, grande, rica, industrial e, o mesmo tempo, cheia de suas complexidades, o que me deu uma boa escola de vida também e no Piauí eu nunca tive oportunidade, mas já fiz tantas coisas que ele talvez não sabe. Quando estive deputado, mesmo sem ser deputado eleito pelo estado, eu mandei convênios, não era daquelas emendas individuais, viabilizava pelo banco, tramite que tinha lá em Brasília.

Convênios para várias cidades aqui do estado, que depois vocês poderão pesquisar e saber. E isso me orgulha muito. Eu fiz a defesa enquanto via o estado ser falado nacionalmente de corrupção, enquanto eu via as forças naturais judiar do estado, na hora de seca demais, na hora de chuva demais, enchentes. Eu ficava muito preocupado, sofria também mesmo lá fora porque nunca deixei o Piauí, sabe. Eu criava matérias para trazer, falar do Piauí, desse lado positivo.

 (Crédito: Éfrem Ribeiro)
(Crédito: Éfrem Ribeiro)

Samantha Cavalca: Era tipo Relações Públicas?

Frank Aguiar: Não, eu ia lá onde fosse, trazia os “Faustão da vida”, eu queria mostrar o lado bom, o lado bonito, o turismo, as pessoas, o estado para tentar abafar aquelas notícias negativas. Se isso não for bom serviço prestado a minha terra, sem falar da defesa da cultura, o filho dessa terra que sai sem a perspectiva de vencer, apenas com alguns sonhos no cabeça como saí, ir para aquele mundo competitivo e vencer, isso não é bom para o estado? O filho dessa terra que saiu, que venceu?

Samantha Cavalca: Não é um projeto pessoal?

Frank Aguiar: É pessoal, mas esse projeto também acolheu filhos da terra. Esse projeto revelou filhos da terra, empregou filhos da terra, empregou dezenas e dezenas de pessoas, pode ter sido pouco para as considerações de alguns, mas aquilo que eu consegui fazer eu também fiz, e isso me orgulha muito. E agora pela primeira vez eu estou tendo a oportunidade de vir me candidatar aqui também, trazendo as minhas boas experiências adquiridas lá fora. E tenho certeza que tenho muito a contribuir.

Ananias Ribeiro:  Candidato, o senhor falou de sua experiência política e neste cenário de disputa política, enfrenta nomes como o senador Ciro Nogueira,  que busca reeleição, é presidente nacional de um partido; nomes como Marcelo Castro, que sempre esteve entre os mais votados para deputado federal; deputado Robert Rios, com atuação na Assembleia e também na Secretaria de Segurança e também o Wilson Martins, ex-governador do Estado do Piauí.  Então eu lhe pergunto, o que lhe diferencia desses que estão na disputa direta com o senhor por vaga ao Senado?

Frank Aguiar: Com certeza, a oportunidade que ainda não teve. Eu sempre digo assim, política não é uma atividade de se perpetuar. Eu respeito muito os meus pares, os colegas que se colocam a disposição para essa disputa, tenho todo um respeito, são meus amigos e respeito seus serviços prestados também.

Ananias Ribeiro: O senhor não vai atacar ninguém?

Frank Aguiar: Não, sem chance! Eu não tenho esse perfil, não, de atacar. Quando me jogam espinhos, eu mando flores. Esse é o Frank Aguiar. Eu não tenho esse dom de fazer mal para ninguém, porque dentro de mim não existe mal; existe muito amor, muito bem. Então eu respeito muito essas pessoas e acredito que o que mais me faz ser diferente, é a esperança que as pessoas tem porque ainda não tive a oportunidade. Todos esses tiveram oportunidade, eu não digo do cargo. O meu amigo Robert Rios ainda não teve o cargo, o Wilson, o Ciro já teve e o Marcelo disputa, já é parlamentar, e os outros queridos colegas que pontuam, que, enfim, acho todos respeitáveis e tem a minha admiração.


Samantha Cavalca: Candidato, a gente sempre faz um análise dos candidatos. Como o senhor enxerga, por exemplo, Wilson Martins?

Frank Aguiar: O Wilson Martins, ex-governador duas vezes, um amigo. Como disse, prestou seu serviço, tem todo o meu respeito e teve todas as oportunidades de transformar, e aí se transformou fica por conta do julgamento da sociedade.

Samantha Cavalca: E o Ciro Nogueira?

Frank Aguiar: Ciro Nogueira a mesma história também. É senador atual, já foi deputado várias vezes, tem seu serviço prestado. Se ele transformou para melhor, deixou o estado em situação privilegiada, boa, é a sociedade quem vai julgar. Se ele fez somente aquilo que era obrigação dele de trazer apoios, também. 

Samantha Cavalca: E o Robert Rios?

Frank Aguiar: Robert Rios também. É a mesma história, um amigo que deu sua contribuição também, tem um trabalho muito bacana de fiscalização. Ele é o cara que fala o que sente, o que quer. Eu acho importante também o papel dele.

Samantha Cavalca: O governador Wellington Dias?

Frank Aguiar: Foi muito importante no primeiro momento, na época em que o Piauí queria aquela mudança, renovação. Isso no primeiro momento. Nesse eu já não posso fazer os mesmos aplausos para ele porque o estado não está bem, como eu sempre digo. Então eu não posso mais votar no governador porque não posso mais aplaudir a forma que o estado está hoje.

 (Crédito: Éfrem Ribeiro)
(Crédito: Éfrem Ribeiro)

Arimatéa Carvalho: Candidato, o senhor já foi citado em reportagens, em vídeos que vitalizaram em grupos. Primeiro por esse processo que tramita na Justiça Eleitoral, um pedido de impugnação de sua candidatura por conta da gestão de quando foi vice-prefeito de São Bernardo do Campo na pasta da Educação. Mas também já foi citado em casos mais graves, como suposto envolvimento na compra de um imóvel que pertenceria a criminosos e também em episódios de violência doméstica. Foram sempre menções negativas, o senhor acredita que essas menções foram parte natural de recuperação do material sobre a vida pregressa de um candidato ou foram ataques e de onde eles partiram?

Frank Aguiar: Esses ataques são tristes em um momento tão importante, precioso que eu tenho para falar da vida do estado e, de repente, eu tenha que falar coisas assim. Mas sou público, devo satisfação para sociedade e já expliquei várias vezes: eu não não uma pessoa envolvida com o mal, eu nunca ataquei ninguém, nunca fiz nada de errado na minha vida. O tráfico de influências que eles falam, vocês precisam entender como é que eu vou saber o que um vizinho pode fazer da vida dele? A vida do cara, fui puxar para comprar o imóvel, era íntegra. Não tinha nenhum antecedente criminal. Comprei o imóvel, talvez o cara abusou pelo fato de ser vizinho, foi lá pedir para montar uma concessionária na cidade e eu, vice-prefeito, tenho interesse de empreendemos na cidade em que era vice-prefeito, aí transformaram de tráfico de influências para tráfico de drogas. Eu nunca coloquei uma droga na minha mão. Eu nunca fumei um cigarro na minha vida. Eu sou altamente contra drogas, tenho nojo e faço campanhas contra as drogas. E irei fazer aqui também, estou fazendo todo um icentivo contra drogas, enfim.

E quanto a Renata ninguém sabe o que aconteceu entre Renata e eu. Está totalmente superado. Mãe do meu filho, hoje nós temos uma amizade muito grande. Nós tivemos alguns autos e baixos que aconteceu, acontece na vida de cada um. E quanto ao pedido de impugnação, todo cidadão pode pedir e todos os candidatos devem ter pedido, só a minha que repercutiu dessa forma, sem eu ter um processo criminal na minha vida. Eu não falo de condenação. Eu estou falando de processo criminal, que não existe. Se forem puxar a ficha de alguns candidatos aí, a ficha é grande. Não sou eu quem falo, a Justiça está aí e vocês também devem olhar a vida desses candidatos que estão se colocando pela primeira vez ou para continuar.

Amadeu Campos: O senhor não respondeu a pergunta do Ari. Por parte de quem?

Frank Aguiar: Eu não posso falar nomes aqui. Como eu posso falar nomes que eu não tenho como provar?

Amadeu Campos: O senhor não tem idéia de quem seja?

Frank Aguiar: Eu tenho, claro que tenho e quem está em casa também sabe quem faz isso. Quem faz isso é quem é mal, quem tem muito mal dentro de si. Um cara do bem não vai fazer isso com um cara que todo o Brasil sabe sua história. Eu consegui vencer na vida, me tornar um campeão, foi suando, ralando, cantando, empregando e levando alegria para as pessoas. É impossível eu fazer mal para alguém, buscar caminhos errados, caminhos ilícitos para minha vida e muito menos incentivar.

Samantha Cavalca: Candidato, quem me acompanha nas minhas redes socais sabe, eu sou totalmente contra a violência doméstica.

Frank Aguiar: Eu sou totalmente contra a violência doméstica.

Samantha Cavalca: Nós vimos há menos de um mês uma entrevista da sua ex-esposa [Renata Banhara], que sei que vocês tem uma relação muito boa, tem um filho. Eu sei disso. Mas na entrevista ela disse que você [Frank Aguiar] bateu nela quando ela estava grávida.

Frank Aguiar: Nunca! Jamais! Eu não estava nem com ela quando ela engravidou. 

Samantha Cavalca: Então ela não falou a verdade?

Frank Aguiar: Claro que não, mas hoje ela não vai dizer, mentir e tal. É uma questão dela, entendeu? É uma questão minha também, eu sempre disse que nunca agredi ninguém e, enfim, é o que ela falou. Ela não vai voltar atrás, nem eu. O importante é que hoje nós temos um filho lindo, que eu agradeço muito a Deus por ter colocado ela para trazer nosso filho ao mundo e que, infelizmente, assiste a esses ataques da família que a gente está tratando da questão da família, então eu queria era ganhar tempo falando do que interessa aos piauienses, e não vida pessoal.

Samantha Cavalca: Mas essa história de que em “briga de marido e mulher ninguém mete a colher”  é coisa do passado. Então nós temos que deixar bem claro para os eleitores.

Frank Aguiar: Estou deixando muito claro e até agradeço a oportunidade que tenho aqui de fazer minha defesa, e dizer que sou altamente contra qualquer tipo de violência.






Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar