Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Jornal Agora

Wellington Dias espera liberação de empréstimo antes do prazo

Compartilhe

O governador Wellington Dias, em entrevista ao Jogo do Poder nesta segunda-feira (14), adiantou que o dinheiro do empréstimo do Governo do Piauí Junto a Caixa Econômica Federal, após decisão favorável do TCU E TCE pela liberação, deve sair em no máximo 15 dias. 

“Agora o processo ficou pronto para o ministro Fachin do STF se posicionar, e a minha expectativa é de que esta semana teremos uma posição e, como esperado, uma posição pela liberação dos recursos e nós já estamos preparados para a aplicação, para os investimentos. Gerar emprego, gerar renda é o nosso objetivo; melhorar a qualidade de via do povo, melhorar a economia do Piauí”, afirmou. 

Wellington Dias (Crédito: Rede Meio Norte)
Wellington Dias (Crédito: Rede Meio Norte)

O governador espera que a liberação ocorra antes do prazo. “O prazo que está contando desde a semana passada é de 15 dias, mas a gente espera que a [liberação] seja antes. Eu espero trabalhar para muito rápido a gente apresentar para o TCE, e para a Caixa Econômica Federal. Dinheiro de empréstimo, diferente de dinheiro da AGU, é um dinheiro do Estado, do tomador, assim como a pessoa física toma um empréstimo e , quando o dinheiro cai na conta dele, o dinheiro é dele e não do banco. O dinheiro caiu na conta do Estado, o dinheiro é do Estado", reafirmou. 

Wellington falou sobre a chegada dos três Veículos Leves Sobre Trilhos (VLTs), adquiridos pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado dos Transportes (Setrans). O primeiro VLT já está na capital piauiense. 

“Uma etapa nova na mobilidade urbana de Teresina, ou seja, a presença de Veículos Leves Sobre Trilhos (VLTs), é um trem moderno, bonito; um trem com ar-condicionado e que tem condições de desenvolver uma velocidade maior. Hoje, com muita irregularidade, a gente leva pelo menos 40 minutos para sair ali do Renascença em direção ao centro, ali no Troca-Troca, e agora poder fazer isso com a metade de tempo. Os três veículos que nós vamos receber que são uma composição com três carros cada um, com capacidade para 600 pessoas cada veículo. Ela se modifica, se  soma a um trabalho integrado com um trabalho feito pela Prefeitura de Teresina com o Governo do Estado. É um momento de alegria, um momento novo para o povo de Teresina e, claro, para o povo do Piauí”, destacou. 


Pesquisa para Presidente 

Uma nova pesquisa CNT-MDA para presidente da República, que entrevistou 2002 pessoas realizada entre oxidas 9 e 12 de maio em 137 cidades nas 5 regiões do país, foi divulgada nesta segunda-feira (14). O nível de confiança é de 95%. 

A pesquisa traz dois cenários. O primeiro sem Lula, Joaquim Barbosa e Temer. Nela, JairBolsonaro (PSL) pontua 18,3%, Marina Silva (Rede) 11,2%, Crio Gomes (PDT) 9%, Geraldo Alckmin (PSDB) 5,3%, Álvaro Dias (Podemos) 3%, Fernando Haddad (PT) 2,3%, Fernando Color (PTC) 1,4%, Manuela D`Ávila (PCdoB) 0,9%, Guilherme Boulos (PSOL) 0,6%, João Amoedo (NOVO) 0,6%, Henrique Meirelles (MDB) 0,5%, Flávio Rocha (PRB) 0,4%, Rodrigo Maia (DEM) 0,4%, Paulo Rabello de Castro (PSC) 0,1%, Branco/Nulo 29,6%, Indecisos 16,1%. 

O segundo cenário com Lula e Temer. Nela, o ex-presidente lidera: Lula (PT) 32,4%, Jair Bolsonaro (PSL) 16,7%, Marina Silva (Rede) 7,6%, Ciro Gomes (PDT) 5,4%, Geraldo Alckmim (PSDB) 4,0%, Álvaro Dias (Podemos) 2,5%, Fernando Color (PTC) 0,9%, Michel Temer (MDB) 0,9%, Guilherme Bolos (PSOL) 0,5%, Manuela D`Ávila (PCdoB) 0,5%, João Amoedo (NOVO) 0,4%, Flávio Rocha (PRB) 0,4%, Henrique Meirelles (MDB) 0,3%, Rodrigo Maia (DEM) 0,2%, Paulo Rabello de Castro (PSC) 0,1%, Branco/Nulo 18,0%, Indeciso 8,7%. 

Marina Silva em Teresina 

A visita da pré-candidata à  Presidência  Marina Silva  a Teresina também foi destaque no Jogo do Poder. A ex-senadora, durante discurso, afirmou estar arrependida de ter apoiado Aécio Neves nas eleições de 2014.

“Nem eu e nem o povo brasileiro sabia que a Dilma e Aécio  estavam envolvidos em graves problemas de corrupção e no ano das denúncias, das investigações feitas pelas Lava Jato. Se fosse hoje eu jamais teria feito, e tenho certeza de que muitos que votaram no Aécio e na Dilma não votariam de novo. Então não tenho nenhum compromisso com quem cometeu erros. Estranho é que o Partido dos Trabalhadores tenha assinado uma carta contra o afastamento do senador Aécio, quando o Supremo Tribunal Federal pediu que ele fosse afastado. Eu, pelo contrário, denunciei através do meu partido o senador ao Conselho de Ética. Não se tem dois pesos e duas medidas. Quem cometeu erros deve pagar por seus erros”, afirmou Marina. 

A ex-senadora comentou de o PT insistir com o nome de Lula para Presidência da República. “Eu acho que a lei deve ser cumprida e independente de quem seja. Nós não podemos ter uma lei que funciona para uns, mas não funciona para outros. A lei da ficha limpa diz que quem foi condenado, não pode ser candidato. A lei deve ser cumprida”, opinou a ex-senadora. 

A correspondente da Rede Meio Norte em Brasília, Samantha Cavalca, acredita que mesmo o PT mantendo o nome de Lula na disputa, o ex-presidente não será candidato. Segundo a jornalista, o nome de Lula será posto, mas na reta final das eleições o TRE já vai ter se posicionado a respeito da candidatura. 

Segundo Samantha, o PT está dividido internamente e espera surgir um plano B para anunciar quem será candidato no lugar de Lula. A escolha de quem substituirá Lula vai gerar bastante divergência, conforme adiantou Samantha. Por isso, o partido segue com a narrativa de ter o nome do ex-presidente na disputa. 


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar