O secretário estadual de Segurança Pública do Piauí, Fábio Abreu, esteve nessa quarta-feira (18), no programa Banca de Sapateiro, na TV Rádio Jornal Meio Norte, anunciou as ações de repressão e combate que estão sendo desenvolvidas com relação aos recorrentes casos de roubos de aparelhos celulares em Teresina. Ele anunciou o lançamento do programa "Protege Celular", que visa combater esse tipo de crime.

“Nós observamos a dinâmica dos roubos de celulares e montamos uma frente no combate a esse crime. Nós estaremos lançando um programa que vai ser capitaneado pela Polícia Civil, onde estaremos cercando o indivíduo que comete esse tipo de roubo, fazendo com que deixe de ser atrativo agilizando a captura desse celular o mais rápido possível, além disso vamos fornecer a população mais facilidade no registro do B.O. Então, vamos lançar agora no inicio de outubro o programa “Protege Celular”, que será um banco de dados, inclusive pedimos que a população faça seu cadastro que é totalmente sigiloso, mas que vai facilitar na identificação do aparelho roubado e dispensa a apresentação de nota fiscal nos casos de roubo e a partir do momento que aconteça algo com esse celular já vamos ter acesso as informações dele pelo sistema e isso também facilita no registro do B.O. A lista completa do banco de dados também estará disponível para a população”, afirmou.

Crédito: Portal Meio NorteCrédito: Portal Meio Norte

O secretario adiantou ainda que estará nomeando um delegado especificamente para fazer esse tratamento de recuperação de celular já que não é necessário um mandado judicial, basta um oficio do delegado para operadora para que logo após o registro do B.O em pouco tempo o cidadão já ter seu aparelho de volta. “Nosso entendimento é de que todo esse processo vai fazer com que esse indivíduo tenha essa atração e lucratividade que tinha com o roubo do celular, já que com o sistema de cadastro desses aparelhos ele vai ter uma maior dificuldade de comercializar, uma vez que o cidadão terá como consultor se aquele celular tem algum registro de furto ou roubo”, esclareceu.

Além disso, o secretário de segurança afirmou que tanto o policial militar quanto o civil receberá uma gratificação por bater uma determinada meta na recuperação de celulares roubados. “Eu não tenho duvida de que em pouco tempo esse tipo de crime vai diminuir bastante na capital”, disse.

Sobre o monitoramento eletrônico, Fábio Abreu, anunciou que foi finalizada uma licitação de aquisição de um software que faz reconhecimento facial em locais de grandes movimentações de pessoas e de reconhecimento de placas de veículos, que é o mesmo sistema que está sendo utilizado no estado do Ceará. “O Ceará cedeu o programa deles para a Senasp e nós adquirimos esse programa e vamos estar instalando aqui em nosso Estado. Nós estamos com um processo de instalar 378 câmeras somente em Teresina e esse sistema é tão inteligente que movimentações atípicas, em certos horários, assim como registros das placas roubadas ele já vai apontar automaticamente”, destacou.

Fábio Abreu destacou que costuma acompanhar algumas evoluções e observou em publicidades das agências bancárias que passaram a adotar serviço de inteligência artificial e considerou esse serviço fundamental para a segurança pública porque vai ter uma assistente virtual que possa ajudar as pessoas de forma virtual. “Ela vai pode ajudar, por exemplo, a explicar passo a passo a uma pessoa de como registrar um B.O, ela vai citar para pessoa, casos seja necessário, os procedimentos para tirar a segunda via de um documento. A nossa vai se chamar Iara, e estará disponível para conversar com a população tanto pelo 190, quanto pelo site ou aplicativo da polícia”, pontuou.

Crédito: Portal Meio NorteCrédito: Portal Meio Norte