Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Bom Dia Meio Norte

Estudante de Direito dá ordem de prisão à policial militar

Compartilhe

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o estudante do 10º período do curso de Direito Lucas Ribeiro, dando ordem de prisão a um sargento da Polícia Militar do Piauí, que não teve o nome revelado, durante seu horário de serviço, próximo a uma casa de festas, no último final de semana, na zona Leste de Teresina.

Nas imagens, é possível ver o jovem bastante alterado e dando voz de prisão ao sargento que atendia a uma ocorrência no local. Ainda no vídeo, o sargento, que estava acompanhado de um cabo, entra na viatura e deixa o local.

O estudante declarou, durante entrevista ao programa Bom Dia Meio Norte, que estava no estabelecimento de festa e um outro homem teria iniciado uma discussão com ele dentro do pub, onde acabou sendo expulso pelo gerente. Segundo o rapaz, ele teria acionado a polícia, mas ao chegarem no local, os policiais se recusaram de autuar o agressor e acionar a gerência do lugar.

“Os policias não quiseram conduzir nenhum deles para delegacia e no momento eu me senti ofendido e acabei dando voz de prisão e isso foi desnecessário”,disse. Ele relata que não imaginava que o vídeo daria essa repercussão tão grade. O estudante afirmou que estava com muita raiva e acabou fazendo o vídeo.

“Eu estava com muita raiva porque me jogaram para fora do estabelecimento, me tiraram do local e todos meus amigos estavam lá dentro, fui agredido e quando chamei a polícia eu estava atras do meu direito. Eu só queria que o policial me conduzisse junto com o agressor até a Delegacia de Homicídios”, declarou.

O estudante afirma que respeita toda a instituição da Polícia Militar e pediu desculpas pelo episódio. “Esse foi um vídeo gravado sem pensar, momentâneo e não imaginava que daria essa repercussão toda. Eu enviei apenas para um grupo com 15 advogados e vazou, mas passo desculpas para o policial e em nenhum momento quis denegrir a imagem dos policiais militares”, completa.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar