Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Bom Dia Meio Norte

Polícia deflagra 2° fase de operação e prende acusado de agressões

Compartilhe

Os policias da Força Tarefa deflagram na manhã desta quarta-feira (24), a segunda fase da Operação Hadassa e prenderam mais um homem identificado como Josenaldo Arruda, de 45 anos, acusado de cometer crime contra mulheres, na Vila da Paz, na zona Sul de Teresina. De acordo com o subcomandante da Força Tarefa, Joatan Gonçalves, oito suspeitos já foram presos até o momento em Teresina.

“Mais uma pessoa presa, esse é a oitava pessoa presa na operação, que vai durar até o próximo dia 10 e a equipe da Força Tarefa não poderia está de fora cumprindo essas prisões. O Josenaldo é mais um homem que agredia a esposa e o juizado da Lei Maria da Penha expediu o mandado de prisão e estamos aqui cumprindo”, afirmou.


A “Operação Hadassa”, tem como objetivo de dar cumprimento a mandados de prisão em face de autores acusados da prática de violência contra as mulheres. Até o momento, sete suspeitos foram presos. Um dos focos principais da Campanha no Piauí, é difundir as mudanças na legislação penal que criminaliza os Crimes de 'Importunação Sexual', 'Divulgação de Conteúdo Íntimo' e 'Estupros Coletivo e Corretivo'.

Hadassa vem do grego e significa "protegida", "aquela que protege", "governante" ou "mulher que tem influência". O período da Campanha dos 16 dias de ativismo compreende - dia 25 de novembro - declarado como o dia Internacional de Não Violência Contra as Mulheres - e finaliza no dia 10 de dezembro - dia Internacional dos Direitos Humanos.


Aliada à ação repressiva, agentes da Secretaria de Segurança Pública realizarão blitz educativas em vários espaços da capital como praças, bares, restaurantes, escolas, faculdades, etc, com objetivo de informar e alertar a sociedade sobre situações de violência praticadas contra mulheres e a utilização do app Salve Maria como instrumento de denúncia eficaz e de resposta imediata. Segue a Caravana Salve Maria consistente na capacitação de profissionais de segurança pública sobre prevenção e investigação de crimes contra mulheres na perspectiva de gênero, bem como operacionalização e difusão do aplicativo SALVE MARIA para a comunidade local.



Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar