Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros
Bom Dia Meio Norte

Polícia prende empresários acusados de tráfico de drogas em THE

Compartilhe
Google Whatsapp

Nesta quarta-feira (24/10), policiais civis da equipe do 22º distrito conseguiram desarticular uma loja de celulares que servia como fachada para o tráfico de drogas na grande região da Santa Maria da Codipi, na zona Norte de Teresina. No local, a polícia apreendeu drogas e um simulacro de arma de fogo.

Na ação, a polícia realizou a prisão de quatro pessoas, dois jovens identificados como Antônio e Victor que faziam a venda do lado de fora do estabelecimento e o casal Paulo e Luziane donos da loja que ordenavam a venda.

De acordo com o delegado Thales Gomes, a polícia estava com suspeitas por conta do perfil dos clientes que iam até o local. “A nossa equipe de investigação levantou a informação de que na loja estava tendo comercialização de celulares, foi feita uma vigilância na parte da tarde e constatamos o grande movimento de usuários de drogas no local, percebemos os dois jovens do lado de fora atendendo as pessoas e sempre encostando na janela da loja, os policiais passaram essa informação pra gente e reunimos a equipe, fizemos a abordagem rápida encontramos com ele uma sacolinha com várias trouxinhas de maconha e dentro do estabelecimento mais drogas”, disse.

 (Crédito: Reprodução/TVMN)
(Crédito: Reprodução/TVMN)

No escritório do casal onde o acusado conserta os celulares foi encontrado trouxas de maconha, uma arma caseira, balança de precisão, dinheiro, tablet e drogas embaladas prontas para comercialização.

O dono do estabelecimento identificado como Paulo confessou o crime. “Eu sei que estou errado, estou vendendo coisas ilícitas, estou vendendo há uns três meses, precisando de dinheiro, estávamos querendo pagar pensão, são muitas dividas, a gente sempre teve a loja, temos clientes, temos como comprovar, tem coisas que não é nem para levar que é de clientes de classe alta”, afirmou.

Sua esposa, Luziane também assumiu a comercialização das drogas. “Nunca tinha sido presa,  a gente não usava a arma nem para roubo nem para matar ninguém, não tem cheiro de pólvora, o delegado sabe disso, foi só deslize, a gente não precisa disso. Mostro minha cara porque não devo nada e nem tenho inimigo, agora vou pagar pelo crime”, disse ela.

A polícia conduziu o casal para a delegacia, mas durante depoimento eles acabaram confessando onde tinha mais entorpecente escondida. “Eu já estava na delegacia e ao interrogá-los descobri que tinha alguma coisa errada, voltamos para a residência fizemos uma observação detalhada do quintal, os policiais identificaram um local fofo e ele confessou o local onde a droga estava, encontramos um tablete e meio de maconha, o restante do outro tablete é  que ele estava vendendo”, declarou Thales Gomes.

 (Crédito: Reprodução/TVMN)
(Crédito: Reprodução/TVMN)
 (Crédito: Reprodução/TVMN)
(Crédito: Reprodução/TVMN)
 (Crédito: Reprodução/TVMN)
(Crédito: Reprodução/TVMN)
 (Crédito: Reprodução/TVMN)
(Crédito: Reprodução/TVMN)
 (Crédito: Reprodução/TVMN)
(Crédito: Reprodução/TVMN)



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar