Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Bom Dia Meio Norte

Produtor acusado de aplicar golpe em evento de Teresina se apresenta à polícia

Compartilhe

No fim da tarde desta segunda-feira (17) a movimentação no 12° distrito policial foi intensa, além de vitimas do golpe, advogados de defesa e o produtor Pablo Martins acusado do crime de estelionato compareceram ao distrito, o acusado que diz não ter responsabilidade alguma sobre o golpe financeiro aplicado em Teresina afirmou que só vai se manifestar em juízo.

“Ele estava em sociedade junto com Ítalo que foi quem fez a denúncia e eles vão responder sim e o meu cliente vai provar que ele não tem culpa nessa situação toda, até porque ele ficava com a parte administrativa de negociar com as bandas a contratação, mas todos os valores eram feitos, pagos e repassados através da conta do Ítalo”, afirmou a advogada.

O advogado de Ítalo Alves, Marcos Nogueira se deslocou até o distrito para apresentar documentos que provam a inocência do seu cliente, como um contrato de venda de ingressos, recibos de dinheiro repassados pela venda de ingressos no valor de R$ 100 mil para Pablo Martins e também transferências bancárias no valor de R$ 50 mil que foram citados pelo produtor artístico.

“A loja que pertence ao Ítalo tem um contrato de parceria para a venda de ingressos assim como todas as outras lojas que vendem ingressos. Juntamos com o delegado todos os recibos, todos os valores que a gente repassou para ele, valores esses que chegam a R$ 150 mil, está tudo ai, os recibos assinados e reconhecidos em cartório pelo Pablo. Fomos nós quem denunciamos, o que a gente quer é que o Pablo se apresente, preste seus esclarecimentos e diga aonde está esse dinheiro, que ele devolva esse dinheiro para as pessoas”, declarou Marcos.

De acordo com as informações da polícia, Pablo Martins declarou não ter saído de Teresina em momento algum. “Ele não prestou depoimento, disse que só falava em juízo, então nos vamos concluir o inquérito, ele responderá pelo crime de estelionato”, disse o delegado Ademar Canabrava.




Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar