Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Bom Dia Meio Norte

Taxista vítima de assalto reconhece acusado e afirma: "Ele está perdoado"

Compartilhe

Um jovem identificado por Valdeck Cléber é acusado de ter tentado assaltar o taxista Raimundo Nonato, de 53 anos. O fato aconteceu no dia 19 de fevereiro deste ano. durante a ação ele teria dado uma coronhada com um cabo de revólver no rosto do taxista, chegando a quebrar o osso da face, além de golpes de facas na perna da vítima.

Logo em seguida, dezenas de taxistas localizaram a casa do acusado no bairro Sacy, na zona Sul de Teresina, onde Valdeck estava escondido dentro da caixa d’água. Ele foi preso e conduzido para a Central de Flagrantes pela Força Tática do 6º batalhão, em seguida foi encaminhado para a Casa de Custódia, onde ficou por 10 meses.

Após ser transferido para a penitenciária Major César, o acusado fugiu e foi para a casa da sua família. Ao chegar, ele não disse para sua mãe que teria fugido e sem saber como ele teria saído da prisão, a mãe de Valdeck decidiu perguntar para o policial Everardo, que está lotado na Secretaria de Segurança.

Em conversa, o policial convenceu a mãe a conduzir o jovem para a 3º delegacia de polícia e lá eles confirmaram a fuga. Imediatamente a Secretaria de Justiça foi comunicada.

A mãe do rapaz sai em sua defesa: “Meu filho é inocente, ele fugiu mas eu vou provar a inocência dele, eu tenho todas as provas de onde ele estava, com quem ele conversou, não tem como meu filho ter feito isso. O rapaz disse que lutou com essa pessoa, como é que ele coloca um inocente na cadeia desse jeito?”, falou ela emocionada.

Jovem acusado de assalto à taxista (Crédito: Reprodução/TV Meio Norte)
Jovem acusado de assalto à taxista (Crédito: Reprodução/TV Meio Norte)

Valdeck também afirmou a sua inocência: “Só eu sei o quanto eu estou sofrendo, pagando por um crime que eu não cometi. Raimundo Nonato olhou para mim no HUT e falou que não era eu, que o rapaz era moreno e tinha bigode, mas como os taxistas estavam ali a polícia ficou com medo de me soltar. Realmente acharam uma arma comigo porque eu já fui menor, já fui infrator, hoje em dia eu sou pai de família, tenho minhas filhas para cuidar e a arma era para minha defesa. O taxista foi furado com arma branca e eu tenho é uma arma, se fosse eu mesmo tinha era atirado nele e não furado”, afirmou.

Ao ser indagado sobre o motivo de estar escondido em uma caixa d’água, o acusado afirmou. “Eu abri a porta, a polícia passou na hora, viram o cabo do revólver na minha cintura ai eu fiquei com medo e me escondi na caixa, a arma que eu tinha não era para fazer mal, já queria me desfazer dela a muito tempo, estava ajeitando meus papeis para ir para a delegacia”, disse.

O taxista Raimundo Nonato viu as declarações do acusado e afirmou que ele foi o responsável pelo assalto. “Foi esse rapaz que praticou o crime, mas agora eu digo a todos, dependendo do que ele cometeu contra a minha pessoa, ele está perdoado. Quero que ele use as mãos que me fez o mal para fazer o bem, se converter a Deus e colaborar com o projeto de Deus ajudando o próximo”, declarou.

Taxista vítima de assalto (Crédito: Reprodução/TV Meio Norte)
Taxista vítima de assalto (Crédito: Reprodução/TV Meio Norte)



Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar