O programa Diálogo Franco, apresentado por Silas Freire e Eli Lopes contou nesta terça-feira, 09 de junho, com a entrevista do senador de São Paulo, Major Olimpio, que falou sobre o congelamento de salários do setor público, sua relação com o presidente Jair Bolsonaro e seu futuro na política. 

A polêmica em questão é que o veto do presidente Jair Bolsonaro retira a contagem de tempo para quinquênio, sexta parte, licença-prêmio e outros direitos de todos os profissionais da segurança pública.

“O que não dá para entender é ele ter feito isso com a saúde e segurança pública, que estão na ponta da linha nesse momento. Estão congelando também todos os direitos que tem os profissionais da segurança e da saúde, tem estados no Norte e Nordeste ou no Brasil todo que os profissionais da saúde com cinco anos de serviço recebem 5% a mais de salario, ou cesta básica ou licença especial, a lei jogou tudo fora. Desde o dia 22 de maio até 21 de dezembro do ano que vem não se conta o tempo de serviço desses profissionais, isso é uma injustiça, não dá para entender, nós vamos tentar derrubar esse veto de qualquer jeito, que a população possa se mobilizar nesse momento, é a coisa mais injusta do mundo, são 19 meses de serviço”.

“Estou bastante entristecido”, diz Major Olímpio sobre Jair Bolsonaro - Imagem 1

RELAÇÃO COM BOLSONARO

“Nós fizemos campanha juntos, para mim foi uma grande decepção, ele tem filhos com problema com a justiça fez um acordo lá, me chamou, olho no olho, me cobrou para tirar assinatura não queria encrenca com STF e agora eu vejo ele na encrenca. A gente lutava para ter a prisão após julgamento em segunda instância, enquanto falava de cadeia para o Lula estava todo mundo junto, na hora que falou que amanhã poderia ser um filho dele condenado ele já passou a ser contrário a prisão de segunda instância. Estou realmente bastante entristecido com vários comportamentos do presidente, eu não jogo contra, estou votando os projetos que acho certo, mas lamentavelmente não consigo entender o que está acontecendo com ele, esta fazendo com que esqueça compromissos”.

VIDA NA POLÍTICA

“Eu estou tão aborrecido, estou enojado com o que eu tenho visto, e as pessoas me cobram muito, eu me elegi por causa do Bolsonaro, claro, mas eu tive mais de 9 milhões de votos em São Paulo e agora as pessoas cobram e muitas vezes eu não tenho uma resposta para dar com algumas atitudes, não é que eu estou desistindo, não vou renunciar do mandato, vou tentar levar com toda força e fé até o fim, nós éramos amigos muito próximos , eu me desanimei com a politica”.

“Estou bastante entristecido”, diz Major Olímpio sobre Jair Bolsonaro - Imagem 2