Bandidos armados em um veículo abordaram e assaltaram um motociclista que fazia entregas por aplicativo na noite desta quinta-feira (01), no bairro Monte Castelo, na zona Sul de Teresina. Na ação, os criminosos ainda entraram na casa do cliente e levaram pertences das vítimas. Imagens de câmeras de segurança flagraram o momento. 

Em entrevista ao Ronda Nacional, Júlio César, o presidente da Associação dos Entregadores por Aplicativos e Delivery's do Piauí (ASSENAPP-PI), explicou que a maioria dos trabalhadores estão deixando de trabalhar no período da noite devido à insegurança.

“A insegurança está diária. Você pode ser assaltado a qualquer momento. Mas principalmente à noite ela é maior, como foi no caso do assalto de ontem no Monte Castelo. Levaram a moto, levaram o produto, a bag, levaram o cliente para dentro da casa e isso é fato que nós da associação sempre cobramos, mais segurança, mais investimento e é preciso que se tome providências”, pontuou. 

As entregas por aplicativo foram impulsionadas no período pandêmico no país, concomitante ao avanço tecnológico. No entanto, clientes e profissionais vivem à mercê da insegurança pública. Para o estudante Felipe Sousa, é inevitável o receio de assaltos. “A gente tem sempre esse receio no ato da entrega, mas a gente prefere ficar dentro das nossas casas e eles confirmam por aplicativo se já estão lá fora ou ligam e aí sim a gente sai de casa para receber o pedido”, disse. 

Entregadores por app e clientes sofrem com aumento de assaltos em Teresina (Foto: Rede Meio Norte)Entregadores por app e clientes sofrem com aumento de assaltos em Teresina (Foto: Rede Meio Norte)

O presidente da ASSENAPP-PI reforça ainda os cuidados que os clientes devem ter no momento da entrega. “A gente pede para que esse cliente fique na porta próximo, ou no portão, aguardando e entregador, porque o que se pode questionar nessa questão da insegurança, é os clientes demorarem muito para atender o entregador. E às vezes quando chega quer atender ali fora. Isso traz uma segurança maior”, pontua.