A Polícia Militar, através do 5° Batalhão, precisou intervir na noite desta quinta-feira (08), durante um “rolezinho” realizado nas imediações do complexo da Ponte Estaiada, na zona Leste de Teresina. Diversos jovens e adolescentes se reuniram no local e iniciaram manobras perigosas com motocicletas, colocando em risco a circulação dos veículos e a segurança viária.

Em entrevista ao Ronda Nacional, o major Marcos Lima, comandante do 5° BPM, explicou que o encontro já se tornou de praxe nas quintas e a Polícia Militar realiza o policiamento no local. 

Polícia Militar dispara contra jovens que tentaram agredir militares durante abordagem em Teresina (Foto: Rede MN)Polícia Militar dispara contra jovens que tentaram agredir militares durante abordagem em Teresina (Foto: Rede MN)

“O que estava ocorrendo é aquele tradicional ‘rolezinho’ que na quinta-feira, já se tornou uma praxe. A gente sempre fica monitorando e orienta ao coordenador de policiamento da unidade que fique priorizando o policiamento ali no estacionamento da ponte Estaiada. O Major Oziel, que é o subcomandante do Batalhão, também se fez presente, após ter sido acionado. Por quê? Adolescentes estavam praticando manobras perigosas e tivemos que intervir”, disse. 

Segundo o comandante, foram apreendidas cinco motocicletas e autos de infração de trânsito foram lavrados. Também foram realizados disparos de munição não letal com o objetivo de resguardar a guarnição, pois outros envolvidos no encontro que estavam em cima da ponte arremessaram objetos contra a equipe durante a abordagem.

“Foram apreendidas cinco motocicletas, e após fazer os procedimentos de trânsito, os motoqueiros que se encontravam em cima da ponte, começaram a arremessar objetos contra os policiais. Foi o momento em que nossa Força Tática priorizou o revide. Houve cinco disparos de munição não letal com o objetivo de resguardar a guarnição”, completou. 

 Assista à reportagem na íntegra!