Presidente da Fifa sobre renúncia: "Deixei meu mandato disponível”

Mandatário diz que sua postura não foi de 'renúncia'.

No dia 02 de junho a imprensa divulgou que Joseph Blatter havia renunciado à presidência da Fifa. O mandatário, que esteve presente na inauguração de um museu da entidade em Zurique, na Suíça, afirmou que sua piostura não foi de "renúncia". "Eu não renunciei. Eu deixei meu mandato disponível a um congresso extraordinário", disse.

A renúncia aconteceu após as prisões des sete dirigentes da entidade, entre eles o ex-presidente da CBF José Maria Marin, acusados de corrupção e extorsão. 

"Esses anos foram muito ligados à Fifa. Eu aprecio e amo a Fifa mais que tudo, e só quero fazer o melhor para o futebol e para a Fifa como instituição. Fifa precisa de uma reestruturação profunda. Mas parece que aqueles que me apoiaram não estão mais me apoiando. É por isso que vou reunir um congresso extraordinário e colocar meu cargo à disposição, será decidido o novo presidente. Um congresso o mais rápido possível para eleger meu sucessor", anunciou Blatter durante uma entrevista, no início do mês.

Nesta sexta-feira (26), durante a inauguração, Blatter foi direto: "Não estou pronto para um museu ou para virar um boneco de cera". Em outro trecho, diz que ficará à frente da Fifa até novas eleições.

Image title


Fonte: Com informações do Globo Esporte