Campanha de hanseníase e verminoses inicia nesta terça-feira

A abertura oficial acontecerá na Escola José Nelson de Carvalho


Abertura da campanha de hanseníase e verminoses acontece na terça (13)

Iniciará nesta terça-feira (13), com abertura oficial na Escola Municipal José Nelson de Carvalho, a partir das 7h da manhã, a Campanha de Hanseníase e Verminose que ocorre desde 2013 nas escolas de Teresina.

O objetivo da campanha é reduzir a carga parasitária em escolares de cinco a 14 anos e de identificar casos suspeitos de hanseníase, pois ambas as doenças têm como característica a presença de manchas no corpo.

Profissionais de saúde visitarão as escolas e farão busca ativa de casos de hanseníase por meio do chamado método do espelho, que usa um formulário no qual os pais devem informar sobre eventuais sinais e sintomas sugestivos no corpo de seus filhos.

Os pais receberão também um termo de recusa para a administração do medicamento Albendazol 400mg, que atua no tratamento de verminoses. “O escolar que não portar o documento assinado receberá a dose”, explica Salmon Alencar, da coordenação de Hanseníase da FMS. Ele esclarece que o remédio, tomado em dose única, é eficaz, não tóxico, de baixo custo e já foi utilizado em diversos países e relatado na literatura científica. Seus efeitos colaterais são raros e sem gravidade.

A hanseníase é uma doença que atinge principalmente a pele e os nervos, podendo afetar a face, os braços, as pernas, as mãos e os pés. Se não for tratada, ela pode causar incapacidades ou deformidades nas mãos, nos pés, no nariz, nas orelhas ou nos olhos. Os principais sintomas são: manchas esbranquiçadas ou avermelhadas; manchas dormentes (com diminuição da sensibilidade); dormência nos pés, caroços avermelhados ou castanhos.

Segundo Salmon Alencar, Teresina diminuiu em 50% os casos de Hanseníase no período de quase 10 anos. “Em 2005 tínhamos mais de 800 casos da doença, no ano de 2014 totalizamos 440 casos. É um avanço, mas precisamos continuar a busca ativa e tratamento de novos casos que venham a surgir”, afirma ele.

Sobre as verminoses, a mais conhecida é a lombriga. São infecções no intestino provocadas por vermes e parasitas. O portador pode ter sérios problemas de saúde, como anemia, perda de peso, dores abdominais, sangramentos intestinais e diarreias frequentes. Além disso, as crianças podem ter retardo no crescimento e dificuldade de aprendizagem.

 "As verminoses podem ser prevenidas com bons hábitos de higiene como lavar as mãos com água e sabão; cortar as unhas; andar sempre calçado; utilizar o banheiro para fazer suas necessidades; lavar bem os alimentos antes de comê-los e beber água tratada ou fervida", explica Amariles Borba, diretora de Vigilância em Saúde da FMS.


Fonte: FMS