Grupo de 3 mil mulheres vai ao Senado tentar barrar impeachment

Senadores decidem hoje prosseguimento do processo de impeachment.

Cerca de três mil participantes da 4ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, que ocorre em Brasília, caminham rumo ao Senado Federal, onde ocorre a sessão que deverá afastar a presidente da República, Dilma Rousseff.

Na sessão, presidida por Renan Calheiros (PMDB-AL), mais de 60 senadores irão discursar, por até 15 minutos cada, para então começar a votação sobre a admissibilidade do processo de impeachment na Casa, que afastará Dilma por até 180 dias.

Até 17h10, haviam falado 18 senadores. Há ainda 50 inscritos para discursar, o que deve levar doze horas e meia.

Nesta terça-feira, Dilma participou da cerimônia de abertura da Conferência das Mulheres, onde foi aplaudido por milhares de mulheres de todo o País e voltou a denunciar um golpe contra ela.

"A história ainda vai dizer quanto de preconceito contra a mulher, quando de violência contra a mulher tem nesse processo de impeachment golpista", discursou a presidente, no último evento que participou como presidente da República antes do afastamento, que o governo acredita poder reverter.

Cerca de 3 mil mulheres participaram do ato
Cerca de 3 mil mulheres participaram do ato


Fonte: Brasil247