'Me arrependo', diz produtor de filme pornô gravado na praia do Rio

'É o preconceito e a hipocrisia imperando', lamentou Brad Montana

O dono da produtora BM Vídeos, responsável pela gravação de um filme pornô na Praia do Recreio, Zona Oeste do Rio, afirmou nesta quarta-feira (13) que está arrependido de ter feito as cenas no local. Brad Montana afirmou que a praia foi escolhida de improviso já que houve um problema com o local reservado anteriormente. Além disso, esta seria a primeira vez que a produtora fez uma gravação em local público e que a repercussão negativa é sinal de "preconceito" e "hipocrisia".

“Hoje eu me arrependo de ter gravado, eu gostaria de ser reconhecido pela qualidade do meu trabalho. As pessoas que me conhecem sabem que eu sou uma pessoa de bem. Embora eu saiba que eu não tenha causado nenhum constrangimento, não gostaria que a imagem da minha cidade fosse vista dessa forma. Eu sou um cara coerente que não quis ofender ninguém", declarou.

Montana disse que sua produtora é enxuta e que ele mesmo faz várias funções. "Sou o cinegrafista, diretor, produtor e também ator na minha produtora. Eu sou o 'Bombril' do pornô”, disse, citando o produto de limpeza doméstica conhecido pelo slogan "1.001 utilidade". "Trabalho muito para tentar dar certo em um mercado que está em decadência."

Apesar da repercussão, o produtor afirmou que o local foi escolhido por não ter constante circulação de pessoas. Disse também que os comentários que leu nas redes sociais foram ofensivos e que o chatearam.

 A Polícia Civil instaurou um procedimento nesta quarta para apurar se houve crime de ato obsceno na praia do Recreio durante a gravação das cenas. A 42ª DP (Recreio) ficou responsável pela investigação.

Brad Montana se arrependeu de gravar vídeo em praia do Rio (Crédito: Reprodução)
Brad Montana se arrependeu de gravar vídeo em praia do Rio (Crédito: Reprodução)
Polícia investiga ato obsceno de atores em filmagens no Rio (Crédito: Reprodução)
Polícia investiga ato obsceno de atores em filmagens no Rio (Crédito: Reprodução)
Fonte: Com informações do G1