'Quem sofre somos nós', diz babá de foto polêmica em manifestação

Babá de 45 anos ainda disse: “Eu sou a favor da manifestação".

A  babá Maria Angélica Lima, de 45 anos, que  causou polêmica ao aparecer empurrando um carrinho de bebê atrás dos patrões, durante as manifestações de domingo, dia 13, quebrou o silêncio e falou sobre o episódio. Ela trabalha para o diretor de Finanças do Flamengo, Claudio Pracownik, que seguia para os protestos ao lado da esposa e dos filhos.

Durante fala com o jornal "Extra", Maria Angélica Lima criticou o que chamou de 'desnecessário'. "Eu achei que não teve necessidade para tanto. Eu acho que expôs a minha pessoa, a dos meus patrões, dos filhos deles, que são tudo de menor. Não tinha necessidade disso. Independente de eu estar uniformizada, porque eu estava no meu horário de trabalho”, relatou.

"Eu sou a favor da manifestação. Eu queria que tudo isso acontecesse e tivesse resultado. Quem sofre somos nós os trabalhadores. Porque quem está com seu dinheiro, os políticos que estão tudo bem, vão continuar tudo bem. E a gente é quem sempre vai levar a pior”, acrescentou.

Após repercussão, Claudio Pracownik publicou um texto em seu perfil no Facebook e defendeu a babá: 'só trabalha aos finais de semana'.

Maria Angélica Lima
Maria Angélica Lima
Foto causou polêmica
Foto causou polêmica



Fonte: Com informações do Extra