Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Acesse a versão para celular
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Preso com quase 300 kg de drogas, vereador toma posse algemado

"Ele é uma vítima e vai ser absolvido", disse o advogado de defesa.

Compartilhe
Google Whatsapp

O vereador Messias Aguiar, que foi  preso em posse de nada mais nada menos que 300 kg de drogas em outubro de 2016, na zona rural do município de Ubaitaba, no sul do estado da Bahia, tomou posse do cargo com uma das mãos algemada e com paletó sobre o uniforme de presidiário. 

De acordo com o advogado de defesa, Rogério Andrade, o vereador foi bem aceito ao tomar posse e tudo, segundo ele, não passou de um 'mal entendido'. "Foi uma recepção muito bacana. A presença dele teve uma repercussão muito boa, graças a Deus. Ele é uma vítima e vai ser absolvido", afirmou o advogado. 

Vereador Messias Aguiar (Crédito: Valeska Lippel / TV Santa Cruz)
Vereador Messias Aguiar (Crédito: Valeska Lippel / TV Santa Cruz)

O advogado ainda criticou o fato de Messias Aguiar ter sido empossado com uma das mãos algemada. "Uma tentativa de desmoralização, que não funcionou. Ele foi muito bem recebido", disse ao reforçar que seu cliente é inocente: "Aconteceu uma apreensão em um município e ele foi preso em outro. Ele nega a acusação e vai ser absolvido".

Uma denúncia anônima possibilitou a chegada da polícia até a fazenda onde estava o político, que é do PMDB. Segundo a polícia, foram apreendidos: 270 kg de maconha, 2 kg de cocaína, uma balança de precisão e sacos plásticos para embalar a droga. 

Ao ser abordado pelos policiais, o vereador, que foi o segundo mais votado na cidade com 571 votos, negou que seja o proprietário da fazenda, embora tenha assumido autoria dos entorpecentes, segundo informou a polícia, na época. 

A Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), responsável pelas investigações, informou que a campanha do vereador, que é do PMDB, foi patrocinada por dinheiro proveniente do tráfico. “Há informações de que toda a campanha tenha sido financiada pelo tráfico local”, afirmou o delegado Evy Paternostro.

Vereador Messias Aguiar
Vereador Messias Aguiar


 


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Carregar os comentários (0)

comentários

fechar comentários
Nenhum comentário feito até o momento

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto