Marcos Oliveira consegue trabalho após desabafo em rede social

Ator foi convidado pela startapp GetNinjas para fazer vídeos

Marcos Oliveira, conhecido por interpretar o personagem Beiçola em "A Grande Família", fez um desabafo na última semana nas redes sociais. A exemplo do que aconteceu com Joana Fomm recentemente, ele afirmou que estava sem emprego e precisava trabalhar.

"Oi gente, sou o Marcos Oliveira e estou na batalha. Estou sem contrato e quero trabalhar. Beijos", escreveu Marcos na rede social.

"Fiz isso através de uma amiga minha, diretora de peça. Ela falou para eu entrar no Face e falou para expor a situação. Me fez fazer essa loucura e achei maravilhoso", conta o ator. Desde então, Marcos já recebeu alguns convites, entre eles, um teste para um filme, mas ainda não teve retorno. De concreto mesmo, surgiu o convite da startapp GetNinjas, um aplicativo para contratação de todos os tipos de serviços. "Fiquei surpreso porque não entendo muito dessa coisa de tecnologia. Sou bem dinossauro e eles foram me explicando tudo", diz ele.

Para o projeto, Marcos gravará vários vídeos interpretando profissionais das diversas áreas disponíveis no aplicativo, como diarista, pintor, barman e personal trainer, entre outros. Marcos garante que não teria problema em exercer nenhuma delas caso não surgissem convites como ator.

"Se fosse meu caso, sim, mas estou tão ligado na interpretação que acho que faria um stand-up em cima dessas coisas. Mas esse projeto com a GetNinjas é uma coisa muito séria. Está dando uma mudança na relação de trabalho e as pessoas que querem trabalhar”, afirma.

Como o job conquistado não é fixo, Marcos comenta que, mesmo com o convite, não fará uma pausa para descansar nas festas de final de ano, já que as filmagens se iniciam em janeiro. "Não tem muito o que pensar. Tem que trabalhar, decorar texto, tem peça para montar...", enumera ele, que está em busca de um produtor para tirar um espetáculo seu do papel. "Mas não precisa de muita grana. Coisa de R$ 15 mil, R$ 20 mil".

Marcos já sabe exatamente o destino do cachê. "Vou pagar minhas dívidas, tenho muitas. Tem aluguel para pagar... Porque é assim, há uma esperança no ar. Pode ser que venha isso, aquilo, mas, quando você vê, não aparece nada e você fica com uma baita dívida. Bate um desespero quando vê que não tem um troco no banco para pagar aluguel, contas e comida. Mas não vim ao mundo para pedir esmola. Acredito que tenho um bom trabalho, sou capaz de produzir e interpretar", afirma.

O ator faz um desabafo entre algumas risadas e com muito bom humor: "Pode ser maior tragédia, mas dou maior risada. A vida é isso. Não tem escapatória. Vou ficar chorando?".


Fonte: Ego