O empresário Allan Jesus, cuja AJS Consultoria está no centro de uma polêmica nas redes sociais por conta da gestão da carreira do Luva de Pedreiro, pronunciou-se oficialmente sobre a controvérsia. Em seu perfil no Instagram, alegou que seu cliente tem a receber R$ 2 milhões em publicidade. No entanto, diz que nenhum pagamento foi feito até o momento.

"Boa tarde, venho me pronunciar diante do que vem saindo na imprensa a respeito do trabalho com o Luva de Pedreiro, no qual todo esse tempo fiz com muita dedicação, empenho e entrega (sic). Sobre valores em conta, o Iran tem duas contas em pessoa física e conhecimento de uma terceira conta em pessoa jurídica, que foi criada esse ano e todos os nossos contratos de publicidade estão com essa conta para recebimento. Para que a transparência seja possível para que todos os sócios tenham acesso a entradas e saídas", iniciou Allan.

Empresário de Luva de Pedreiro se pronuncia após críticas nas redes sociaisEmpresário de Luva de Pedreiro se pronuncia após críticas nas redes sociais

"Todos os nossos contratos de publicidade somam mais de R$ 2 milhões e nenhum pagamento ainda foi feito. Todos serão feitos a partir de julho de 2022, até o presente momento os contratos de publicidade ainda não foram pagos. Antes da nossa empresa ser aberta e ter uma conta jurídica, o Iran tinha feito um acordo informal com uma agência onde gravaria alguns vídeos no TikTok. Naquele momento, o valor foi de R$ 20 mil. Como ainda não existia essa conta jurídica, o valor foi depositado na conta da ASJ Consultoria", continuou.

"Sobre todo o processo que envolve a ASJ Consultoria e o Luva de Pedreiro, eu contratei uma auditoria para que todos os contratos, contas bancárias e recibos sejam vistos. Foram feitos quase R$ 200 mil de investimento e com despesas pessoais do Iran. Logo em breve espero tê-las em mão. Sobre a casa do Iran, em abril desse ano, eu entrei em contato com uma arquiteta e a convidei para o projeto. Desde então, estão negociando com uma marca global onde estava sendo acordado a construção da nova casa do Iran. Bem como todas as melhorias do imóvel. Esse projeto ficou pronto e o Iran tinha conhecimento (sic)", completou.

Toda a polêmica envolvendo Allan Jesus e Luva de Pedreiro ganhou mais força nas redes sociais quando o colunista Leo Dias publicou que o jovem conta com novos empresários e que em sua conta bancária teria somente cerca de R$ 7,5 mil.

Na ocasião, Allan de Jesus afirmou estar disponível para "demonstrar a regularidade" de seu trabalho em relação ao influencer: "De qualquer modo, instado a se manifestar ou demonstrar a regularidade de seus atos, a ASJ o fará com muita tranquilidade, abrindo a quem de direito todos os contratos, documentos, extratos e o que mais for necessário."

No último domingo, o Luva fez uma transmissão ao vivo e anunciou uma pausa nos vídeos. "Graças a Deus, pai. Estou pelos meus seguidores. O que meus seguidores falarem comigo aí... Tá ligado? Eu não bebo não, parceiro. Estou são. Tá ligado? Mas eu quero desabafar nessa p... Estou de saco cheio, já", disse o influenciador, que prosseguiu com muitos palavrões:

"Um abração para vocês aí. Nesses dias aí eu não posto vídeo não. Vou ficar uns tempos aí... Tá ligado? Sem postar vídeo. Eu vou esfriar a cabeça, pô! Ficam enchendo o saco do cara. Pô. Seguir essa p... é sozinho. Deus e meus fãs, mano. Fod... o resto é o resto".

Quem é "Luva de Pedreiro”

O jovem de 20 anos é um fenômeno das redes sociais. Com 14,3 milhões de seguidores apenas no Instagram (é o influenciador de futebol com mais seguidores na rede), além de outros 16,9 milhões no Tik Tok, o Luva de Pedreiro se tornou sucesso mundial pelos gols e comemorações marcados em um campo de terra. De atletas do Bayern de Munique ao filho de Cristiano Ronaldo, o "receba" virou um bordão mundialmente conhecido.

Devido à grande audiência que carrega consigo nas redes sociais, foi convidado para assistir à final da Champions League, entre Liverpool e Real Madrid, em Paris. Na ocasião, o PSG aproveitou para recebê-lo no Parque dos Príncipes, onde gravou vídeos com ele e utilizou em suas contas oficiais.