Atualizado às 11h30

Sob uma onda de muitos protestos por parte da família da vítima, a juíza substituta Patrícia Luz Cavalcante decidiu por manter a prisão preventiva de Deivid Ferreira durante uma audiência de custódia realizada na manhã de hoje. Na decisão, foram analisados eventuais práticas de maus tratos, mas foi prontamente negado pelo acusado.

Segundo informações, o comportamento de Deivid durante a audiência foi quieto e neutro. Ele agora será encaminhado para uma penitenciária. “Afasta-se assim qualquer atribuição deste juízo acerca da análise de necessidade da prisão, cabendo tão somente perquirir eventual prática de maus tratos quando da sua realização. No caso em espécie, consoante se vê pelas declarações do próprio apresentado, não se visualiza qualquer indicativo de prática de tortura”.  

Crédito: ReproduçãoCrédito: Reprodução

Acusado de matar Gabriel Brenno passa por audiência de custódia hoje

Na manhã desta quinta-feira (08/08), ocorre a audiência de custódia de Deivid Ferreira de Sousa, acusado de matar com um tiro na nuca, o estudante Gabriel Brenno Nogueira no último dia 17 de julho. A audiência ocorre no Fórum Cível e Criminal de Teresina, no bairro Cabral, na zona Norte da capital piauiense.

A audiência de custódia é realizada um dia depois da prisão do suspeito que se deu na manhã de ontem, quando ele estava escondido em uma residência de uma amiga localizada no bairro Verde Lar, na zona Leste.

A polícia já tinha um mandado de prisão contra o acusado que estava há 16 dias foragido e por conta disso, invadiu o imóvel realizando a sua prisão. Segundo o delegado, ele não resistiu ao momento da chegada da polícia.

Em entrevista, Deivid Ferreira se mostrou arrependido e pediu perdão a Deus e aos familiares de Gabriel. 

Audiência de custódia mantém prisão de acusado de matar Gabriel Brenno - Imagem 2

GABRIEL BRENNO: RELEMBRE PASSO A PASSO O CRIME QUE CHOCOU O PIAUÍ