Corpo de locutor de rádio que se afogou continua desaparecido

O caso aconteceu na cidade de Parnaiba.

No começo da tarde deste domingo (02/04), o jovem identificado como Paixão Almeida, que trabalha na rádio Cidade FM, na cidade de Parnaíba, morreu em consequência de um afogamento no rio Igaraçu, próximo ao Sesc Beira Rio, da cidade. Paixão Almeida fazia participação no programa do locutor Junior Rêgo e era um jovem com necessidades especiais que por muitos anos foi auto defensor da APAE de Parnaíba.

A Câmara Municipal de Parnaíba divulgou uma nota lamentando a morte prematura do radialista. Confira a nota completa:

A Câmara Municipal por meio do presidente José Geraldo Alencar Filho (Geraldinho), vem em nome de todos os parlamentares manifesta seu mais profundo pesar ao falecimento neste domingo (02/04) do comunicador muito querido em Parnaíba Paixão Almeida.

A família enlutada, os vereadores André Silva Neves, Antônio Fortes Diniz, Antônio Marcos do Nascimento Oliveira, Bernardo da Silva Lima, Carlos Alberto Santos de Sousa, Carlson Augusto Cornélio Pessoa, Daniel Jackson Araújo de Sousa, Daniel Miranda Cardoso, Francisca das Chagas Castelo Branco Neta de Sousa, Francisco de Assis Pereira da Paz, José Geraldo Alencar Filho, João Batista Gonçalves de Sousa, João Batista Oliveira dos Santos, Maria de Fátima Carmino Pereira Dourado, Reinaldo de Castro Santos Filho, Ricardo de Lima Veras e Ronaldo da Silva Prado externam sentimento de solidariedade e respeito pela imensa dor que, com certeza invade alma dos familiares e amigos.  

Além de estender nossos Votos de Pesar e declarar nossa profunda tristeza diante desta perca irreparável, também nos colocamos a disposição da família e abrimos as portas desta Casa Legislativa.

O corpo de Paixão Almeida ainda não foi encontrado pela equipe do Corpo de Bombeiros. Segundo o major Rivelino Moura, a equipe continua realizando buscas na região. “Nós fizemos entrada dessa ocorrência ontem por volta de 12h, nos deslocamos até o local, fizemos o trabalho de mergulho nas proximidades e onde supostamente ele tenha se afogado e não obtivemos êxito. Nós já iniciamos as buscas novamente, e agora é um período onde esse corpo já começa a ter uma flutuação, isso a gente quer observar onde ele vier a boiar para que a gente possa fazer o resgate”, declarou.

Image title

Image title

Fonte: Portal MN
logomarca do portal meionorte..com