Atualizado às 11h30

Corpos de tio e sobrinha que se afogaram no Rio Parnaíba são encontrados

Os corpos das duas últimas vítimas que se afogaram no Rio Parnaíba, na tarde de domingo (04), em Timon foram encontrados na manhã desta segunda (05). A informação foi confirmada ao meionorte.com pelo Corpo de Bombeiros de Timon. Ronaldo de Oliveira Morais e Ruty de Oliveira foram encontrados por volta de 11h.

Bombeiros retomam buscas por tio e sobrinha desaparecidos no rio Parnaíba

As equipes do Corpo de Bombeiros de Timon retomaram as buscas na manhã desta segunda-feira (05), por dois familiares que se afogaram nas águas do Rio Parnaíba, na tarde de domingo (04), em Timon, no Maranhão. Até o momento, apenas o corpo de Rosineite de Oliveira Morais, de 30 anos, foi encontrado. 

Ruty de Oliveira Moraes, 11 anos e Ronaldo de Oliveira Moraes, 29 anos, seguem desaparecidos. Rosineite e Ronaldo são irmãos e tios adotivos de Ruty.

Em entrevista ao repórter Matheus Oliveira, da Rede Meio Norte, o  tenente-coronel Hélio Sena, comandante do 7º Batalhão dos Bombeiros Militar de Timon, destacou que os irmãos Rosineite e Ronaldo Moraes e ainda a sobrinha Ruty são as vítimas que desapareceram no afogamento. As vítimas moravam no bairro Parque Piauí I, em Timon.

Coronel Hélio Sena, comandante do Corpo de Bombeiros de Timon coordena equipe de buscas - Foto: Matheus Oliveira/Meio NorteCoronel Hélio Sena, comandante do Corpo de Bombeiros de Timon coordena equipe de buscas - Foto: Matheus Oliveira/Meio Norte

"As nossas equipes estão em campo no Rio Parnaíba, realizando mergulho e fazendo buscas na tentativa de encontrar o corpo do Ronaldo e da criança Rute, mas até o momento ainda não encontraram os corpos. No domingo (4), foi encontrado o corpo da Rosinete, mas já sem sinais vitais e hoje nossas equipes estão na tentativa de encontrar os dois corpos ainda estão desaparecidos”, destacou.

Ainda de acordo com o coronel, ainda é precoce afirmar o que pode ter acontecido, mas a principal hipótese é de que algum dos integrantes da família tenha se afogado e os outros foram tentar ajudar e isso acabou gerando um efeito cascata resultando nos três afogamentos.

"Como o Rio Parnaíba é um rio de correnteza e existem locais também com poços de água que naturalmente são formadas lagoas, provavelmente uma das pessoas pode ter se afogado nessa parte mais funda do rio e os outros foram tentar ajudar e nessa tentativa de ajudar um que estava se afogando acabou os três vindo a se afogarem, infelizmente",  destacou.

A recomendação do Corpo de Bombeiros é de que a população evite tomar banho em locais de correnteza do rio e busque outras formas de lazer.  "A nossa orientação é que a população não entre no rio Parnaíba, principalmente, nesses locais de correnteza e locais que você não conhece, porque você pode às vezes está em um local raso, mas pode encontrar mais para frente um poço de água fundo e a pessoa que não sabe nadar não vai conseguir sair desse local", orientou o coronel Hélio Sena.

SEGUNDA TRAGÉDIA NO RIO PARNAÍBA

Essa ja é a segunda tragédia envolvendo pessoas da mesma família vítimas de afogamento. Na última semana, três crianças e dois adolescentes morreram após terem sido arrastados pelas águas do Rio Parnaíba na cidade de Nazária (30 km de Teresina)

Um deles teria começado a se afogar, até que os outros tentaram ajudar e também foram levados pela correnteza. Outras três pessoas envolvidas na situação conseguiram se salvar.