mais

Comércio de Teresina registra crescimento das vendas nas últimas semanas

A resposta do mercado na terceira semana de maior tempo de funcionamento das atividades econômicas trouxe um resultado ainda tímido.

O tempo ainda é de pandemia e de dificuldades para a maioria dos empreendimentos. Mas com a flexibilização das medidas restritivas nas últimas semanas, lojistas e empreendedores tiveram um alívio, pois foi registrado um leve aumento das vendas no comércio de Teresina.

Segundo o presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado do Piauí (SINDILOJAS), Tertuliano Passos, a flexibilização que começou na semana do Dia das Mães foi boa para o comércio. O horário foi estendido e nas duas últimas semanas, as vendas cresceram 23% em relação às semanas anteriores.

A resposta do mercado na terceira semana de maior tempo de funcionamento das atividades econômicas trouxe um resultado ainda tímido. "O consumidor começa a perceber, a procurar informações e quer ter mais confiança", diz o presidente do Sindilojas, declarando que apesar dessa flexibilização, o fator desemprego é um percalço para atividade econômica.

Isabela Leal diz que comércio sentiu os efeitos positivos da flexibilizaçãoIsabela Leal diz que comércio sentiu os efeitos positivos da flexibilização

Para Tertualino, faltam mais investimentos públicos e geração de emprego, principalmente na área de construção civil e de infraestrutura. A situação de desemprego em alta afeta o mercado.

A empresária Isabela Leal confessa que após a liberação de algumas atividades econômicas, o funcionamento das lojas de segunda-feira a sábado, o comércio sentiu os efeitos positivos.

"A flexibilização na semana do Dia das Mães foi muito boa e trouxe impacto positivo para o mercado", explica, enfatizando que essa melhoria no cenário econômico é leve. "Com a flexibilização percebemos um aumento de 15% nas vendas", diz, a empresária Isabela Leal, declarando que isso é um alívio, mas a situação é difícil por conta do desemprego.

A empresária afirma que muitos negócios estavam tentando se manter após primeira onda e quem conseguiu superar essa fase porque tinha algum estoque e uma reserva financeira teve que aplicar tudo para superar a segunda onda da Covid-19. A segunda onda foi pior, mesmo com o comércio aberto, havia a descapitalização da população, com a perda de postos de trabalho.

A empresária do ramo de vestuário está na expectativa de dias melhores para o segmento e diz que, como já tem esse aumento nas vendas, a esperança é de que no ritmo atual, a situação volte ao normal em 2 anos.

Empreendimento de Taffarel Lucas registrou aumento considerável nas vendasEmpreendimento de Taffarel Lucas registrou aumento considerável nas vendas

Vendas virtuais 

Empreendedor no segmento de roupas e acessórios femininos, o empresário Taffarel Lucas diz que as vendas aumentaram muito com a flexibilização das medidas restritivas. O segredo para essa alavancada nas vendas, segundo o empresário, é trabalhar com produtos que agradam o público.

Taffarel Lucas ressalta a importância de se reinventar e conta que mesmo no período de fechamento total do comércio no ano de 2020 obteve êxito com as vendas de forma virtual. Tudo que posta, ele vende.

Na pandemia, ele explica que seu empreendimento cresceu e chegava a fazer 200 entregas por dia. "Abri a filial de minha empresa com o lucro obtido com as vendas feitas durante a pandemia", relata.

Taffarel Lucas diz que a flexibilização foi boa e fez aumentar as vendas nas lojas físicas e ele continua explorando outros formatos para vender a mercadoria e vem obtendo bons resultados.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail