Goiânia: Corpos de garotos mortos por colega em escola são velados

Garotos foram mortos pelo próprio colega de classe, de 14 anos.

Os corpos de João Pedro Calembo e João Vitor Gomes, ambos de 14 anos, mortos na sexta-feira (20) por um colega de classe dentro de uma escola de nome Goyases em Goiânia, no Goiás, onde quatro estudantes também ficaram feridos, estão sendo velados sob muita comoção.

O velório de João Pedro teve início por volta de 0h30 no Parque Memorial e o sepultamento deve acontecer às 11 deste sábado. O velório de João Vitor teve início por volta de 1h no Cemitério Jardim das Palmeiras. O enterro  será 10h da manhã. Os dois corpos passaram por exames no Instituto Médico Legal (IML)  e foram liberados às 21h40 de sexta-feira. 

Corpos de garotos mortos por colega em escola são velados (Crédito: G1/Rede Globo)
Corpos de garotos mortos por colega em escola são velados (Crédito: G1/Rede Globo)

Comoção e revolta tomaram conta dos presentes. Uma vigília de orações em frente à instituição onde tudo ocorreu reuniu centenas de pessoas, dentre funcionários, professores e demais estudantes da escola que vive um momento de muita aflição. 

"A gente ainda está meio assustado. Você não sabe se fica com mais piedade daquele que realmente cometeu o ato ou daqueles que foram vítimas", afirmou uma professora. 

Os feridos: Hyago Marques; Isadora de Morais; Lara Fleury Borges e Marcela Rocha Macedo seguem internados. 

 João Pedro Calembo e João Vitor Gomes (Crédito: TV Anhanguera)
João Pedro Calembo e João Vitor Gomes (Crédito: TV Anhanguera)


Yago Marques – 13 anos: Foi atingido no tórax com menor gravidade e não precisou passar por cirurgia. Ele respira normalmente, está acordado, conversando e internado na enfermaria.

Isadora de Morais – 14 anos: Internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hugo. Ela levou um tiro no tórax que perfurou o pulmão, passou por uma cirurgia para drenagem do tórax e está em estado grave, na UTI e respirando com ajuda de aparelhos. Ela ainda corre risco de vida.

Lara Fleury Borges – idade não confirmada: Está internada na enfermaria do Hospital dos Acidentados em estado estável e respirando espontaneamente.

Marcela Rocha Macedo – 13 anos: Ela também foi baleada no tórax, teve o pulmão esquerdo perfurado, passou por cirurgia e está internada na enfermaria. Paciente está consciente e respirando sem aparelhos.

Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com