Goleiro Bruno divide opinião de moradores em condomínio onde mora

'Difícil conviver com uma pessoa que praticou um homicídio'.

O goleiro Bruno recebeu um habeas corpus da Justiça na sexta-feira.  O ministro Marco Aurélio Melo, do Supremo Tribunal Federal, concedeu a decisão, que permitiu a saída dele do presídio. O ex-goleiro do Flamengo, no entanto, já está causando polemica, dividindo opinião de moradores no condomínio Pedra do Recreio II, no Rio, onde mora com a esposa, a dentista Ingrid Calheiros.

O torcedor do Flamengo Bruno Ribeiro Belo, de 19 anos, mora no condomínio e já fala na possível volta de Bruno para o rubro-negro. "Se eu encontrá-lo passarei uma mensagem de coração. Diria a ele que todo mundo merece uma segunda chance. Agora o time da pelada do condomínio ficou mais forte. Bruno vai ficar no gol e eu na linha", brincou.

Uma outra moradora, que prefere não se identificar, diz estar com medo. "É difícil conviver com uma pessoa que praticou um homicídio. Eu tenho uma filha e fico preocupada né", comentou. 

Bruno poderá fazer exame de DNA para confirmar se é ou não pai do filho de Eliza Samudio. O exame seria realizado antes de uma possível aproximação do goleiro com o menino, também chamado Bruno, de sete anos, que vive hoje com a avó materna no Mato Grosso do Sul.

A informação sobre a possibilidade de o exame ser realizado foi levantada pelo advogado de Bruno, Luan Veloso Coutinho. "Essa foi uma decisão minha como advogado. O pedido do exame de DNA é um procedimento padrão. Vamos entrar com o pedido e aguardar a decisão judicial para definir a data. Agora é a hora de ele viver a vida dele, em liberdade", disse o advogado. 



Fonte: Com informações do Extra
logomarca do portal meionorte..com