Interdição da BR-313 continua e motoristas são prejudicados em THE

O congestionamento no local chega a cerca de 1 km

A interdição parcial do trecho da BR-343, na saída de Teresina, continua nesta quinta-feira (6) e centenas de motoristas são prejudicados com o bloqueio da rodovia, já que há muita lentidão para que todos os veículos passem pelo local. A previsão é que essa situação permaneça ao longo de todo o dia. A orientação da Polícia Rodoviária Federal é que os  condutores evitem o trecho e busquem desvios para evitar um maior congestionamento.

A principal rota de desvio de quem sai de Teresina para ao litoral é a estrada da Usina Santana,  percorrendo o rodoanel para acessar a BR logo depois do posto da PRF. Já para os condutores que querem fazer o sentido inverso,  é recomendado entrar em uma estrada que fica a cerca de 1 km do local interditado e que dá acesso ao bairro Planalto Uruguai, na zona Leste da capital, com saída na Avenida Zequinha Freire, na zona Sudeste, próximo ao balão da Ladeira do Uruguai.  

 (Crédito: Divulgação/PRF)
(Crédito: Divulgação/PRF)


O trecho da BR-343 corre risco de rompimento. Parte da pista rompeu com a chuva que teve início na noite de  terça-feira (03). Equipes da PRF interditaram o sentido Teresina Altos. "É recomendado que os motoristas evitem o trecho da BR-343 seguindo na direção da PI-113, no sentido da ladeira do Uruguai", recomendou o inspetor Barros Filho.

A PRF apresentou em novembro um parecer técnico quealertava para risco de um novo rompimento na BR-343. No relatório, segundo Wellendal Tenório, foi constatado através de um scanner para análise do solo três pontos de atenção na BR-343.  A rodovia já rompeu no começo de 2018. No dia 30 de março, uma cratera engoliu três véiculos e deixou quatro pessoas feridas. A reconstrução do trecho foi finalizada no dia 20 de abril depois de 18 dias em obras.

Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com