O governador da Califórnia, Gavin Newsom, declarou, nesta segunda-feira (1), estado de emergência pela varíola dos macacos. A medida visa reforçar a vacinação para controlar um surto que, segundo autoridades de saúde dos Estados Unidos, infectou mais de 5.800 norte-americanos.

A Califórnia foi responsável por 827 casos confirmados da doença hoje no país, a segunda maior contagem do estado após 1.390 infecções registradas em Nova York, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA.

Califórnia declara estado de emergência por varíola dos macacos (Foto: Fred Greaves )Califórnia declara estado de emergência por varíola dos macacos (Foto: Fred Greaves )Segundo Newsom, o governo irá ampliar o acesso e informações sobre a vacinação contra a doença.

"Continuaremos trabalhando com o governo federal para garantir mais vacinas, aumentar a conscientização sobre a redução de riscos e apoiar a comunidade LGBTQIA+ no combate à estigmatização”, disse em comunicado.

Na sexta-feira (29), a governadora de Nova York, Kathy Hochul, também declarou estado de emergência por causa da propagação contínua da doença. No sábado (30), o prefeito de Nova York, Eric Adams, teve a mesma atitude.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou na semana passada emergência global de saúde, seu nível mais alto de alerta, sobre o surto de varíola dos macacos.

Califórnia declara estado de emergência por varíola dos macacos (Foto: Mario Guti)Califórnia declara estado de emergência por varíola dos macacos (Foto: Mario Guti)