Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

OAB-PI sai em defesa de advogado acusado pelo Ministério Público

Entidade emitiu nota de repúdio

Compartilhe
Google Whatsapp

A Comissão de Defesa das Prerrogativas dos Advogados da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, emitiu uma nota de repúdio ao Promotor de Justiça da Comarca de Luís Correia ao  juiz Willmann Izac Ramos Santor, da Vara Única da Comarca de Luís Correia. O magistrado decretou busca e apreensão no escritório de advocacia e residência do advogado Apoena Almeida Machado, o que na opinião da OAB-PI, é uma clara violação de suas prerrogativas profissionais.

A entidade esclarece que é resguardado pelo ordenamento jurídico pátrio o sigilo de comunicação entre advogado e cliente e que jamais se pode criminalizar a advocacia, confundindo a atuação do advogado com de seus clientes.

A nota, assinada pelo presidente Celso Barros Coelho Neto,  faz referência às investigações de suspeita de excessos praticados contra invasores em terras de propriedade de Francisco da Costa Araújo Filho, cliente do advogado Apoena Almeida Machado. A OAB-PI  argumenta que as autoridades extrapolaram em suas funções, determinando investigação e busca e apreensão voltadas também para o advogado, que estava apenas exercendo regularmente e dentro dos ditames legais a sua profissão.


Nota de repúdio foi assinada pelo presidente da OAB-PI, Celso Barros Neto 

“Não podemos compactuar com a criminalização da advocacia e com a exposição vexatória da imagem de profissionais dignos e respeitados, como é o caso do advogado vítima do abuso de autoridade. Não é a primeira vez que este tipo de situação de desrespeito à advocacia e, consequentemente, à cidadania, ocorre no Estado do Piauí. Recentemente a OAB-PI, por meio de Mandado de Segurança, requereu e obteve êxito na anulação de buscas e apreensões ocorridas em semelhante contexto nos escritórios de advocacia devassados na operação Coiote, deflagrada pela GAECO”, diz a nota.



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×