As atividades de passeio ecoturístico no Cânion do Poti, no Piauí, estão temporariamente suspensas. A informação é da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAR) que comunicou a realização de uma avaliação de riscos na área, em especial, no leito do Rio Poti e sobre as estruturas rochosas.

"Nos próximos dias deve acontecer inspeção conjunta para avaliação ambiental, de riscos e segurança na área. A Semar está orgizando a ação que vai reunir instituições como o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Piauí, Serviço Geológico do Brasil – CPRM e Instituto de Desenvolvimento do Piauí", informou a SEMAR.






Ver essa foto no Instagram










Uma publicação compartilhada por Secretaria Meio Ambiente Piauí (@semarpiauioficial)

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Daniel Marçal, "a medida é para evitar qualquer eventualidade, em razão do período de intensa precipitação pluviométrica".

A medida ocorre três dias após a queda de um paredão de pedra, no Lago de Furnas, em Capitólio, no Centro-Oeste de Minas Gerais (MG). O deslizamento de pedras atingiu embarcações com turistas que estavam no local e vitimou 10 pessoas

Cânion do Rio Poti | FOTO: Moisés SabaCânion do Rio Poti | FOTO: Moisés Saba