O homem que matou dois policiais rodoviários federais (PRFs) em Fortaleza foi identificado pela Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) como Antônio Wagner Quirino da Silva. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ele tinha 31 anos e não possui antecedentes criminais.

Wagner foi morto por um policial de folga que passava pelo local. 

Perícia Forense identifica homem que matou PRFs em Fortaleza - Foto: ReproduçãoPerícia Forense identifica homem que matou PRFs em Fortaleza - Foto: Reprodução

Ele foi visto perambulando pela rodovia BR-116 antes do crime. Na manhã desta quarta-feira (18), ele foi abordado pelos PRFs e acabou entrando em luta corporal com eles, tomando uma arma e efetuando disparos. 

A identificação foi feita por meio de exame de necropapiloscopia, técnica utilizada pela Coordenadoria de Identificação Humana e Perícias Biométricas (CIHPB) da Pefoce. 

Velório e enterro dos policiais

O velório iniciará por volta das 19h, os corpos ainda estão sendo levados das funerárias para a Superintendência da PRF no Ceará. Os enterros acontecerão amanhã, mas ainda não há horários definidos. A imprensa será recebida na parte externa da Superintendência, onde serão concedidas entrevistas para as equipes interessadas.

Perícia Forense identifica homem que matou policiais da PRF em Fortaleza Perícia Forense identifica homem que matou policiais da PRF em Fortaleza 

O crime

Os dois agentes estavam no local atendendo a uma ocorrência de trânsito em virtude de um acidente que deixou o tráfego lento. Segundo informações preliminares, em uma abordagem ao suspeito, que estava andando em meio aos veículos, eles tiveram a arma roubada e foram assassinados. 

Conforme o PRF Márcio Moura ao Diário do Nordeste, o criminoso foi baleado por um terceiro policial à paisana que trafegava pelo local no momento do ocorrido. O suspeito não resistiu aos ferimentos. 

Há pelo menos uma segunda pessoa que atuou no crime e está sendo procurada, segundo o policial Márcio Moura. "Eles foram atacados por dois membros que tomaram as armas deles. Teve luta corporal, e um elemento também foi alvejado. Vamos encontrar também esse segundo elemento", disse.