mais

Governo do Piauí faz previsão para nomear concursados em 2022

Governo do Estado está criando condições para que os concursados sejam admitidos o quanto antes e como merecem.

A nomeação dos agentes concursados da Polícia Civil foi discutida nesta quarta-feira, 29, em audiência pública na Assembleia Legislativa do Estado. Na ocasião, o Secretária Estadual de Segurança, Rubens Pereira, informou que realização do curso de formação para 172 novos agentes está previsto para acontecer em 2022.

Segundo o secretário Rubens Pereira, o Governo do Estado está criando condições para que os concursados sejam admitidos o quanto antes e como merecem.

Secretário Rubens Pereira diz que pandemia atrasou processo de nomeação (Thiago Amaral)Secretário Rubens Pereira diz que pandemia atrasou processo de nomeação (Thiago Amaral)

De acordo com Rubens Pereira, a pandemia atrasou todo esse processo. "Recomeçamos os cursos de formação com todos os cuidados necessários, enfrentamos muitas dificuldades com a contaminação de alunos e instrutores mas 81 agentes, 58 delegados, 39 peritos e 10 médicos legistas realizaram o curso. Para os demais 172 agentes nós estamos fazendo um planejamento e organizando um novo curso de formação, mas para a realização desse novo curso ainda este ano a Secretaria Estadual de Segurança não tem previsão orçamentária. Mas até a próxima semana vamos entregar o planejamento já prevento o orçamento para a realização do curso em 2022”, disse o secretário de Estado da Segurança Pública, coronel-PM Rubens Pereira.

O secretário acrescentou que a realização do curso de formação ainda em 2021 só é possível com a suplementação orçamentária.

Situação fiscal

O analista do tesouro da Secretaria Estadual de Fazenda, Bruno Cardoso, também participou da audiência e explicou que a situação fiscal do Piauí hoje uma das melhores dos últimos tempos. 

“Hoje nenhuma despesa é feita no Estado sem uma previsão orçamentária. Quando eu entrei na Secretaria de Fazenda em 2016 a situação fiscal do Piauí era crítica e desde então nós temos feito um ajuste fiscal duro. Hoje nós temos uma situação muito melhor, mas o dinheiro vai tanto para investimento quanto para chamar concursados. Mas desde 2020, com a pandemia, os gastos com saúde e assistência social aumentaram significativamente. São muitas prioridades ao mesmo tempo”, destacou o analista.

Delegacias no interior

O delegado-geral de Polícia Civil, Lucy Keiko, reforçou a fala do secretário de Segurança e frisou as dificuldades enfrentadas desde o início da pandemia.“Eu também passei por essa angustia para a nomeação de um concurso. Mas nesse período nós conseguimos realizar o curso de formação, enfrentando todas as dificuldades, e também implantar melhorias na Polícia Civil do Estado.

Mas as nomeações já feitas nós conseguimos criar mais três delegacias no interior, que não tinham delegados e nem agentes em Gilbués, Colônia do Gurgueia e São Miguel do Tapuio, conseguimos criar os núcleos periciais de São Raimundo Nonato, Bom Jesus e Floriano. Ainda falta muito, mas nós conseguimos evoluir”, avaliou Lucy Keiko.

A audiência pública foi requerida pelo deputado Marden Menezes (PSDB) e contou com a presença dos deputados Cel. Carlos Augusto (PL) e Teresa Britto (PV).

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail