Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Orçamento da PMT será de R$1 bilhão e 564 milhões com controle orçamentário mensal

Teresina deve contar em 2011 com R$1 bilhão e 564 milhões no Orçamento que será votado na Câmara de Vereadores até dezembro

Compartilhe

Teresina deve contar em 2011 com R$1 bilhão e 564 milhões no Orçamento que será votado na Câmara de Vereadores até dezembro. O crescimento em relação à 2010 é de R$ 403 milhões. Segundo o presidente da Casa, o vereador Renato Berger (PSDB), apenas de investimentos a capital terá R$ 705 milhões em recursos próprios e R$ 859 milhões, de outras fontes. ?O projeto já chegou na Câmara e está indo para as comissões de finanças para, em seguida, ser votado no plenário?, afirmou.

No ano passado, a Câmara aprovou um Orçamento de R$ 1 bilhão e 161 milhões para 2010. O texto enviado pelo então prefeito Sílvio Mendes (PSDB) foi aprovado integralmente pelos vereadores na última sessão do ano. Os parlamentares só podem encerrar o período legislativo com a aprovação do Orçamento. As pastas de Saúde, Educação e Habitação concentraram a maior parte dos recursos este ano.

Berger acredita que não haverá dificuldades para aprovar o projeto. ?Não devemos ter dificuldades. Até o fim de novembro o Orçamento já deve estar aprovado, inclusive com as emendas para cada vereador no valor total de R$ 2 milhões, cabendo a cada um cerca de R$ 100 mil?, argumentou o tucano.

Para o secretário municipal de Planejamento, João Alberto, a principal diferença do Orçamento de 2011 em comparação com 2010 está no ?incremento substancial em investimentos?. ?Esses cálculos foram feitos levando em conta os recursos a serem adquiridos do Governo Federal. Iremos focar em obras estruturantes, alocando recursos e contrapartidas?, adiantou o secretário.

Outro diferencial, ressalta ele, é o controle maior exercido sobre a execução orçamentária. ?O controle era feito antes de maneira anual e agora será mensal, para não haver mais distorções?, completou João Alberto. (S.B.)


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar