mais
MN40graus

Caso sargento Tadeus: "Não vamos parar", declara Major Audivan

De acordo com o secretário, com o aumento no número de casos de policiais vítimas de violência na capital e no interior do estado, será necessário a ajuda do Ministério Público no combate às ações criminosas.

O Secretário de Segurança Pública do Piauí, coronel Rubens Pereira, disse em entrevista ao programa MN 40º, nesta terça-feira (11/05), que operações policiais estão sendo programadas para os próximos dias, cujo o objetivo é identificar e capturar os acusados de matar o sargento do BPRE, Tadeu Ferreira.

"Se esses covardes tiveram liberdade de planejar, nós também teremos para investigar, algumas autorizações judiciais precisam ser permitidas, homologadas pelo Ministério Público, mas iremos fazer isso, nós não estamos medindo esforços. Estamos planejando operações para os próximos dias", disse.

De acordo com o secretário, com o aumento no número de casos de policiais vítimas de violência na capital e no interior do estado, será necessário a ajuda do Ministério Público no combate às ações criminosas. 

Secretário de Segurança Pública , coronel Rubens PereiraSecretário de Segurança Pública , coronel Rubens Pereira

"Fizemos reuniões na semana passada e nesta segunda-feira, com a presença do Ministério Público, nós precisamos também envolver outros órgãos, porque somente a atuação da polícia ostensiva e da investigação não vai solucionar esse problema. Estamos montando estratégias para fazer esse enfrentamento de forma legalizada", declarou. 

Ainda em entrevista à Rede Meio Norte, o coronel Rubens Pereira, contou que quer que os acusados de matar o sargento Tadeus Ferreira respondam perante a justiça, mas afirma que se reagirem a voz de prisão, a polícia responderá à altura. 

"Nós queremos que eles sejam presos e respondam perante a justiça conforme manda a legislação, aqueles que quiserem ser presos obedeçam a voz de prisão, aqueles que reagirem a ação policial a polícia responderá a altura, está no código de processo penal e na legislação a reação a altura em legítima defesa do policial e da sociedade", afirmou. 

Coronel Rubens Pereira e Major Audivan NunesCoronel Rubens Pereira e Major Audivan Nunes

Ao ser questionado se o sargento Tadeu Ferreira, possuía algum desafeto com criminosos, o secretário informou que apenas o inquérito e o delegado responsável pelo caso poderá chegar a esta conclusão.

Desde o momento em que a ocorrência do assassinado do sargento foi registrada, a Polícia Militar está em diligência no intuito de capturar os acusados ainda em flagrante. 

"Nós não vamos parar as nossas diligências enquanto não colocarmos as mãos nesses dois covardes que mataram um pai de família, trabalhador, policial militar devidamente fardado", declarou o comandante da Força Tarefa, major Audivan Nunes.

Assista a entrevista na íntegra


O caso 

Na manhã desta terça-feira, 11 de maio, um sargento do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual do Piauí (BPRE), identificado como Tadeus Ferreira de Sousa, foi assassinado a tiros na Rua Piripiri, bairro São Pedro, na zona Sul de Teresina.

Segundo informações de testemunhas, por volta de 06h, o sargento estava chegando na sua residência, vindo do trabalho fardado, quando foi abordado por dois criminosos em uma motocicleta que não anunciaram assalto e já foram realizando disparos. Assim que atingiram o policial, os bandidos roubaram a sua arma e fugiram do local.

Imagens de câmeras de segurança flagraram a dupla suspeita de ter matado a tiros o 3º Sargento Tadeus Ferreira de Sousa, de 56 anos, momentos antes do crime ocorrido na manhã desta terça-feira (11).

Pelas imagens é possível perceber que a dupla já rodava desde as primeiras horas da manhã na região. Em entrevista ao Meionorte.com, o Coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa(DHPP), delegado Francisco Costa, o Baretta, informou que os agentes seguem investigando o caso e que os acusados serão presos nas próximas horas. “Estamos em investigação desde a manhã.  Esses indivíduos que tiraram a vida do policial serão identificados e presos. Estamos caçando eles como se caça lagarta debaixo de folha”, pontuou. 

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), ainda chegou a ser acionada até o local, mas o sargento já tinha vindo a óbito. Muitos policiais se deslocaram até o local em busca de informações. Agentes do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) vão iniciar as investigações do crime. O Instituto Médico Legal realizou a remoção do corpo.

Em nota, a Polícia Militar do Piauí lamentou a morte do oficial. " É com profundo pesar que a Polícia Militar comunica o falecimento do 3º Sargento Tadeus Ferreira de Sousa, 56 anos, natural de Altos-PI, no início da manhã desta terça-feira (11), vítima de disparos de arma de fogo quando se deslocava para sua residência no Bairro São Pedro, Zona Sul de Teresina. O militar ingressou na Corporação em fevereiro de 1991 e atualmente estava lotado no Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual prestando excelentes serviços a sociedade piauiense", diz trecho da nota. 


Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail