Ex-BBB Laércio não poderá receber visitas da família até dia 30

Ele foi preso por crime de estupro de vulnerável

Após ser transferido para a Casa de Custódia de Curitiba na tarde de terça-feira, 17, o ex-BBB Laércio de Moura, de 53 anos, ficará sem visitas da família até o final do mês de maio.

"A irmã foi informada que só depois do dia 30 de maio vão poder levar algo para ele no presídio", afirmou o advogado do ex-BBB, Ronaldo Santiago. Segundo ele, a mãe e a irmã não podem nem manter contato telefônico com Laércio durante esse período.O ex-BBB foi preso na última segunda-feira (16), por crime de estupro de vulnerável e por fornecer bebidas alcoólicas a adolescentes.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Paraná, ele ficará cerca de 20 dias na triagem da penitenciária. Durante esse período de adaptação, o ex-BBB só pode receber visita dos advogados - o que é um procedimento padrão para todos os presos, segundo a Secretaria. Somente depois disso é que Laércio irá para uma cela comum, onde ficará com presos do mesmo perfil, também com acusações de estupro.

Ele não ficará em cela isolada porque não é considerado um preso especial. Passando o período de triagem, o tatuador poderá receber visita dos familiares normalmente.A defesa também espera receber uma cópia do inquérito para poder adotar medidas judiciais e tentar colocar Laércio em liberdade. "Nós ainda precisamos desse documento com todos os detalhes do processo. Aí sim poderemos entrar com alguma medida no sentido de soltar o Láercio", explicou o advogado. O crime de estupro de vulnerável não prevê fiança. O objetivo da defesa é conseguir que o ex-BBB responda ao processo em liberdade.

Ex-BBB Laércio foi preso (Crédito: Divulgação)
Ex-BBB Laércio foi preso (Crédito: Divulgação)


ENTENDA O CASO

O designer de tatuagem, que participou do "BBB 16", foi preso na manhã desta segunda-feira, 16, em Curitiba. A informação foi confirmada pelo Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), da Polícia Civil, onde o ex-BBB foi preso inicialmente. A suposta vítima localizada pela polícia teria 13 anos na época do crime. Atualmente a adolescente tem 17.

Daniela Andrade, delegada titular do Nucria, conversou com a imprensa e contou que a investigação foi originada através de uma requisição do Ministério Público. "A partir do momento em que ele apareceu no programa eles receberam inúmeras denúncias de que ele se relacionava com menores de 14 anos, o que caracteriza o crime de estupro de vulnerável, em que a lei presume a violência quando um maior de idade se relaciona com uma criança ou adolescente menor de 14 anos. A partir de então, iniciaram-se as investigações, foram levantadas algumas hipóteses através das redes sociais, e foram feitas algumas investigações até no interior do estado, onde foi possível localizar algumas testemunhas. Foi apurada uma possível vítima, daqui de Curitiba mesmo, e essa vítima veio até a delegacia e confirmou o relato e as denúncias", disse Daniela.

SUPOSTA VÍTIMA CONFIRMOU RELACIONAMENTO

Ainda de acordo com a delegada, a adolescente tinha 13 anos na época em que sofreu o abuso. "Ela confirmou que se relacionou com ele enquanto ainda tinha 13 anos e que ele forneceu bebida alcoólica para ela, o que caracteriza também um outro crime. Na sequência, a gente cumpriu o mandado de busca e apreensão. Apreendemos alguns objetos eletrônicos onde agora vamos realizar perícia para apurar um eventual crime de pedofilia", afirmou.A delegada adjunta Patrícia Conceição Nobre, responsavel pelas investigações, contou que as investigações começaram há poucos meses, mas os possíveis crimes aconteceram há alguns anos.

"Essa vítima que nós localizamos, esse possível crime, teria ocorrido já há alguns anos, precisamente em 2012. Ele supostamente praticou o crime de estupro de vulnerável, que é a violência presumida, ele teve um relacionamento com essa adolescente menor de 14 anos e o Nucria se encontra a disposição para qualquer eventual denúncia sobre esse crime, assim como outros possíveis crimes que ele possa ter praticado, principalmente por meio das redes sociais", afirmou.A delegada Patrícia disse ainda que a vítima confirmou as informações dadas em seu depoimento através de prints de suas redes sociais.

"Essa vítima teve um relacionamento com ele, não sei se pode-se dizer um namoro. Inclusive ela nos forneceu imagens de redes sociais em que ela comprova o que foi dito por ela. Hoje ela tem 17 anos", falou. Na casa de Laércio foram apreendidos um computador, um HD externo, diversos pendrives, alguns CDs e três telefones celulares que serão entregues para perícia.

ADVOGADO NEGA PEDOFILIA

Durante o cumprimento de um mandado de busca no apartamento do ex-BBB, em uma região nobre de Curitiba, a Polícia apreendeu um computador, um HD externo, diversos pen drives e CDs, além de três celulares. O material será enviado para perícia e os investigadores não descartaram a possibilidade de encontrar conteúdo pornográfico.

Segundo o advogado Ronaldo Santiago, no entanto, a Polícia não vai encontrar pornografia nos aparelhos eletrônicos do ex-BBB. “Eles (Polícia) estariam procurando algum indício de pedofilia, mas o Laércio me adiantou que isso não procede. Os equipamentos vão passar por perícia, mas ele me garantiu que não tem nada de pornográfico”, afirmou o advogado.

Fonte: Com informações: Ego