Ex-BBB Laércio vira réu e será processado por estupro e tráfico

Se condenado o ex-BBB poderá pegar até 68 anos de prisão

A Justiça do Paraná aceitou denúncia com o ex-BBB Laércio Moura, e ele se tornou réu no processo que o acusado de estupro de vulnerável e tráfico de drogas. Caso seja condenado, o designer de tatuagem pode pegar até 68 anos de prisão.

Laércio foi encaminhado para Casa de Custódia de Curitiba, no Paraná, em 16 de maio e o caso segue em segredo de Justiça. Ele ainda chegou a ser acusado de oferecer bebidas alcoólicas a menores de idade.

Segundo as investigações, o crime ocorreu em 2012. Na época, a vítima tinha 13 anos e manteve um "relacionamento" de três anos com Laércio. A jovem e o barbudo se conheceram na capital paranaense em um evento público. A partir daí, o ex-"BBB" passou a manter contato com a garota sem que a família dela soubesse. Ao ser procurada pela polícia, a vítima entregou prints das conversas que teve com o acusado através das redes sociais.

ex-BBB Laércio Moura
Ex-BBB Laércio Moura



O Ministério Público do Paraná recebeu a denúncia no dia 7 do mês passado e a aceitou seis dias depois. Após participar do reality, várias denúncias contra Laércio, que admitiu envolvimento com menores de idade, surgiram. No início do processo, o advogado Ronaldo Manoel Santiago, que representa Laércio, negou que o cliente conhecesse a jovem. "Acusação é infundada, porque ele é acusado de praticar estupro de menor vulnerável e ele mal conhece essa menina. Só tiveram amizade virtual, nada ultrapassou do campo virtual. Não teve conjunção carnal", assegurou o magistrado. Assim que foi preso, o ex-"BBB" já havia negado a acusação.

Fonte: Msn