Angélica e Huck: FAB apura se combustível do avião foi adulterado

Piloto teve que fazer um pouso forçado no Mato Grosso do Sul

Image title


Os técnicos da Aeronáutica estão apurando a suspeita de que o combustível usando na aeronave que levava a família Huck pudesse estar com problemas, contaminado e adulterado.

O acidente aconteceu no último domingo (24), em uma fazenda a cerca de 30 km de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul.

O piloto que trazia a família após a gravação de um programa no interior do estado para a capital, Campo Grande, teve que fazer um pouso forçado após constatar problemas no filtro do tanque de combustível, levando à perda de potência dos motores.

Segundo o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), amostras do combustível, do óleo do avião e os dois filtros dos motores foram retirados da aeronave acidentada, um Embraer modelo 820 C.

Uma equipe da Embraer acompanhou o trabalho. O material foi levado para o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) da FAB, em São José dos Campos (SP), onde será periciado.

Os técnicos do DCTA vão analisar o processo de conservação dos fluídos, como foi a forma de abastecimento do combustível, se há mistura de químicos e também analisar a bomba do tanque.

Image title


A perícia também busca verificar se havia alguma falha nos filtros das bombas que irrigam os tanques do avião.Já os sistema de combustíveis (que englobam os tanques e as bombas e estão localizado nas asas do modelo) continuam no local do acidente, uma fazenda a 30 km de Campo Grande.

"Houve choros e gritos, mas nós não podemos perder o foco”, afirmou o piloto Osmar Frattini ao relembrar os momentos de tensão.

Além de Luciano Huck, Angélica e os três filhos, também estavam na aeronave duas babás e o copiloto.

Em entrevista ao "Jornal Nacional", os apresentadores estiveram juntos para lembrarem os momentos de tensão, um deles foi quando o filho, Benício pediu para não morrer.

"Foi um milagre, um renascimento da família toda", disse Luciano que já tinha comemorado o fato de ter renascido após o acidente. "Quando estávamos quinze minutos fora de Campo Grande, a Eva estava brincando pelo avião. O avião mudou o barulho e fui bater um papo com o copiloto", recordou o apresentador, completando que a mulher, ao ver o avião caindo, entrou em pânico.

Eu entrei em pânico", disse Angélica. "Passou na minha cabeça que poderia morrer, então eu quis que a gente não se machucasse. A lembrança que eu tenho é como estivesse morrendo mesmo", recordou.


Image title


Fonte: Com informações: G1