Brasileiro é atingido na perna em ataque e ficará um mês sem andar

Natural de Fortaleza, o técnico em enfermagem de 24 anos

O brasileiro Anderson Happel, 24, foi um dos feridos no atentado em Nice, na França. Segundo a mãe dele, Geovana Happel, ele foi atingido na perna pelo caminhão e deve ficar um mês sem andar. Ao menos 84 pessoas morreram nesta quinta-feira (14) quando o caminhão avançou de forma deliberada sobre milhares de pessoas que estavam na orla da cidade.

Com a lotação nos hospitais, Happel ainda não havia conseguido receber um diagnóstico. Foi orientado a voltar para fazer exames no dia seguinte e está com dor, segundo a mãe.

A família mora em Nice há cinco anos. Happel trabalha em uma clínica médica. Ele estava na promenade des Anglais, avenida litorânea da cidade, para observar os fogos de artifício em comemoração à Queda da Bastilha. Sua publicação mais recente no Facebook foi uma transmissão ao vivo dos fogos.

Anderson foi transferido para um posto de atendimento emergencial montado na própria avenida onde aconteceu o atentado. “Os corpos dos mortos ainda estavam no chão, porque a prioridade era atender aos feridos”, diz.

Natural de Fortaleza, o técnico em enfermagem de 24 anos mora em Nice há cinco anos. Ele disse que os moradores da cidade esperavam que houvesse atentado durante a Eurocopa, que terminou no último domingo (10). “Esse ataque pegou todo mundo de surpresa”, afirma.

O novo ataque, que até o momento não foi reivindicado por nenhum grupo, fez com que o presidente François Hollande voltasse atrás e estendesse o estado de emergência no país por mais três meses.

Image title

Image title

Fonte: Com informações da Folha