Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Guarda Municipal terá fiscalização rigorosa de medidas em Teresina

Os decretos prevêem aplicação de multas, notificações e até a cassação do alvará de localização e funcionamento.

Compartilhe

A Guarda Civil Municipal já fechou 111 estabelecimentos funcionando de forma irregular, em desacordo com os novos decretos que estabelecem a retomada das atividades econômicas em Teresina, desde o início da pandemia. Os decretos prevêem aplicação de multas, notificações e até a cassação do alvará de localização e funcionamento.

De acordo com o coronel John Feitosa, comandante da Guarda Municipal, a fiscalização está sendo mais rigorosa considerando o grande movimento na região central da cidade. “A Guarda está atenta e faz o alerta para que os empresários observem as regras de funcionamento. Do contrário, será necessário aplicar as sanções previstas nos decretos”, ressalta.

Guarda Municipal reforça fiscalização em Teresina (Renato Bezerra)

As restrições continuam em todos os finais de semana de julho. Às sextas-feiras poderão funcionar estabelecimentos que comercializam alimentos, serviços bancários, casas lotéricas, postos e distribuidoras de combustíveis, serviços de saúde, farmácias e drogarias, delivery para alimentação pronta, segurança e vigilância e órgãos de imprensa. Já aos sábados e domingos poderão funcionar apenas farmácias e drogarias, delivery exclusivamente para alimentação pronta, serviços de saúde, segurança e vigilância, além da imprensa.

LEIA MAIS: Taxa de infecção cai em Teresina e cidade sai do pico da Covid-19 

A alta movimentação no Centro de Teresina está preocupando o Poder Executivo, nisto, voltou a ser considerada na mesa de discussões da Prefeitura a adoção do rodízio de veículos na região, ou até mesmo o “fechamento” de algumas entradas, para evitar a disseminação do novo coronavírus em virtude das aglomerações.

“Outra ação que não queríamos tomar era rodízio, há muitas pessoas desrespeitando, se esperarem mais duas ou três semanas vamos sair deste processo de forma segura, fizemos este apelo a todos aqueles que trabalham no centro, vamos colocar uma fiscalização dura, e se continuar nessa brincadeira na próxima semana vamos fazer o rodízio, não tem conversa”, afirmou.




Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar