Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Webcam e máscaras: como a indústria pornô teve que se adaptar à Covid

A produção de conteúdo adulto teve que mudar em tempos de pandemia e, acredite: após anos de crise, ela conseguiu crescer.

Slide 6 de 8
Compartilhe

Nego Catra

O experiente ator Nego Catra ficou quatro meses sem gravar. Apesar de já ter retomado as gravações em estúdio, ele tem apostado em outras maneiras de continuar na ativa de maneira mais independente.

"Quando a pandemia realmente se tornou assunto no Brasil, a maior parte do mercado adulto parou. Claro que algumas produtoras continuaram a trabalhar, mas não me envolvi com elas. Eu parei 100% de gravar, fui para a praia, onde foquei em me cuidar e fazer alguns trabalhos de publicidade. Voltei a gravar em julho", conta ele, que criou uma conta no Only Fans, serviço de conteúdo personalizado, por assinatura, voltado para fãs de artistas específicos do meio, e que disponibiliza vídeos gravados de modo mais amador.

"Todas as plataformas que trabalham com entretenimento adulto estão crescendo absurdamente desde que a pandemia começou. Particularmente, só trabalho com filmes adultos e no Câmera Privê, mas já criei uma conta no Only Fans e estou ansioso pra começar a criar conteúdos para lá", continua Nego, que também vive de palestras, stand ups e como cantor.  

Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar