O Fluminense contou, mais uma vez, com o artilheiro Germnán Cano para vencer no Campeonato Brasileiro. O gol marcado pelo argentino com um minuto e cinco segundos de jogo definiu a vitória por 1 a 0 sobre o Cuiabá. Destaque também para os mais de 46 mil tricolores foram ao Maracanã e empurraram a equipe do Fernando Diniz, que chegou aos 38 pontos e à invencibilidade de 10 rodadas na Série A.

Com o resultado, o Fluminense voltou a ocupar a terceira posição da tabela. Agora, o Tricolor tem a semana livre para preparar-se para o confronto com o Internacional, no Beira-Rio, no próximo domingo.

Elenco do Fluminense comemora vitória diante do Cuiabá. (Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense F.C. )Elenco do Fluminense comemora vitória diante do Cuiabá. (Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense F.C. )

Os mais de 46 mil tricolores não poderiam pedir um início de jogo melhor. Pressionando a saída de bola do Cuiabá, o Fluminense recuperou a posse com Matheus Martins. Germán Cano tocou para Ganso, que devolveu de letra. A finalização, no canto de Walter, foi indefensável, e o Maracanã "fez o L" com 1 minuto e 5 segundos.

A vantagem no placar deixou o Fluminense ainda mais confortável em seu estilo, terminando a primeira etapa com mais de 64% de posse de bola. Contudo, o time de Fernando Diniz só voltou a chutar contra a meta de Walter uma vez, em falta cobrada por Jhon Arias.

Por outro lado, a equipe de Antônio Oliveira passou a encaixar alguns ataques em velocidade a partir dos 18 minutos, quando Pepê lançou Valdívia. Já dentro da área, o camisa 9 finalizou forte, mas foi travado por Nino. Sempre bem posicionado, o zagueiro do Fluminense voltaria a fazer cortes importantes, garantindo o 1 a 0 até o intervalo.

Precisando da vitória para deixar o Z4 nesta rodada, o Cuiabá voltou do intervalo com André Luis no lugar do discreto Rodriguinho. A postura também foi mais agressiva e, com isso, o jogo ficou mais aberto e "pegado". Antes dos 10 minutos, o Fluminense reclamou de pênalti em Nonato, após contato na área. Do outro lado, os visitantes pediram cartão amarelo para Nino, mas o árbitro também não deu.

A marcação mais adiantada do Cuiabá criou problemas para o Flu. A bola rondou perigosamente a área de Fábio - bem nas bolas alçadas por ali. Diante das dificuldades, Fernando Diniz fez três substituições de uma vez, colocando Cris Silva, Martinelli e Nathan no jogo - que seguiu sem grandes chances até os 27, quando o lateral-esquerdo arriscou de fora da área, com a bola saindo à direita do gol de Walter.

A dificuldade dos times em construírem e finalizarem bem as jogadas manteve o placar inalterado até o apito final. Assim, o gol de Cano logo no primeiro minuto garantiu a 11ª vitória no Brasileirão, coroando a bela festa dos tricolores nas arquibancadas do Maraca.