A menina Bárbara Victória, 10 anos, foi asfixiada e estuprada. O material genético de Paulo Sérgio de Oliveira, principal suspeito do assassinato da menina, foi encontrado no corpo da vítima, de acordo com informações repassadas pelo chefe da Polícia Civil de Minas Gerais, Joaquim Francisco Neto, que confirmou nesta quarta-feira (10).

A polícia concluiu que o autor do crime é o que aparece em imagens registradas por câmeras de segurança ao lado da criança. Ele foi encontrado morto dias após o crime. 

Menina assassinada após ir a padaria foi estuprada e morta por asfixia (Foto: Reprodução)Menina assassinada após ir a padaria foi estuprada e morta por asfixia (Foto: Reprodução)A investigação indica que ele encontrou Bárbara quando ela foi à padaria comprar pão para a família no último dia 31 de julho. Neste momento, Paulo Sérgio teria atraído a menor até a casa dele. No local, a garota foi asfixiada e morta. 

Paulo chegou a ser conduzido à delegacia no início de agosto, após a Polícia Militar encontrar, em sua casa, um saco de pão semelhante ao que Bárbara tinha comprado. Ele foi liberado e não ficou preso. O suspeito negou conhecer Bárbara Victória e disse que não era ele quem aparecia nas imagens.

Paulo Sérgio de Oliveira é suspeito de matar criança  (Foto: Reprodução)Paulo Sérgio de Oliveira é suspeito de matar criança  (Foto: Reprodução)