Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Segurança preso pela morte de João Alberto nega discussão

Em depoimento à Polícia Civil durante quatro horas, Giovane Gaspar da Silva também negou que teve intenção de matar. Disse ainda que João Alberto se dirigiu sozinho ao estacionamento e o seguiu.

Compartilhe

Preso pela morte do cidadão negro João Alberto Silveira de Freitas, Giovane Gaspar da Silva, de 24 anos, negou em depoimento nesta sexta-feira (27) que tenha havido discussão antes das agressões no supermercado no Rio Grande do Sul. Disse ainda que sua intenção ao agredi-lo era imobilizar a vítima, que tinha dado um soco nele, e não matar.

Gaspar foi preso em flagrante, junto com Magno Borges Braz, 30 anos, também segurança do estabelecimento. Ambos ficaram em silêncio no primeiro depoimento. Reinquirido pela Polícia Civil, o PM temporário prestou esclarecimentos à investigação por quatro horas, na prisão militar onde está desde o dia do crime.

As informações dadas por Giovane no depoimento serão investigadas, ressalta a Polícia Civil, que fez uma coletiva de imprensa após o depoimento.

Segundo a delegada titular do caso, Roberta Bertoldo, Giovane relatou que na noite do crime, foi avisado pelo rádio interno da loja que era "solicitada ajuda" no caixa 25 do estabelecimento.

Ao chegar lá, encontrou João Alberto "olhando de uma forma um tanto braba pra uma das fiscais". A funcionária foi ouvida pela Polícia Civil, em um depoimento obtido com exclusividade pelo Fantástico.

"Perguntou se tava tudo bem. A vítima respondeu que tava tranquilo e saiu", cita Roberta. "Como não sabia o que tinha se passado, resolveu ir atrás", relata. Imagens de câmera de segurança mostram Giovane e Magno indo atrás de João. Ao chegar no estacionamento, ele deu um soco em Giovane.

O segurança disse então que agiu para conter e imobilizar João, que ficou "extremamente agressivo", em seu relato. E negou que tivesse tido a intenção de matar.

Giovane relatou ainda que, em determinado momento, percebeu que João havia perdido os sentidos, e achou que ele tivesse desmaiado.

A Polícia Civil já ouviu mais de 40 pessoas, analisa imagens de câmera de segurança e depoimentos de testemunhas para concluir o inquérito. Para a próxima semana, são esperados o laudo de necropsia.

Além de Giovane e Magno, está presa a agente de fiscalização do mercado, Adriana Alves Dutra, 51 anos, que acompanhou a ação dos seguranças. A Polícia Civil acredita que, como era responsável por orientar os seguranças da loja, ela podia ter agido para interromper as agressões.

Questionado no depoimento, Giovane confirmou que Adriana era responsável por fiscalizá-los, mas disse que no momento do crime, devido ao barulho no local, não ouviu o que ela disse.


LEIA TAMBÉM: 

-  Saiba quem é o homem negro espancado até a morte no Carrefour

"Gritava que não conseguia respirar", diz amigo de negro assassinado

Caso Carrefour: Mulher diz que tentou ajudar João Beto e foi impedida

Laudo inicial aponta asfixia como causa da morte de João Alberto

Manifestantes protestam contra morte de João Alberto em vários estados


O crime

João foi assassinado após um desentendimento entre a vítima e uma funcionária do supermercado, que fica na Zona Norte da capital gaúcha.

A vítima teria falado algo e feito gestos para a fiscal, que chamou a segurança. João Beto fazia compras com a esposa, Milena Borges.

Os dois seguranças então conduziram João até o estacionamento. Ao chegar próximo, João desferiu um soco em um deles. Aí começaram as agressões. João foi derrubado no chão, levou socos e um dos seguranças chegou a ajoelhar sobre as costas dele. Uma análise preliminar do laudo de necropsia aponta a asfixia como provável causa da morte.

Uma ambulância foi chamada, mas João já estava morto.



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar