Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Justiça derruba liminar e manda fechar supermercados de Teresina

Na manhã de hoje a justiça tinha autorizado supermercados abrirem neste fim de semana em Teresina.

Compartilhe

O presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ), desembargador Sebastião Ribeiro Martins, anulou, na tarde deste sábado (27), a liminar que autorizava a abertura dos supermercados e determinou o fechamento dos estabelecimentos.

CLIQUE AQUI E VEJA A DECISÃO

Anteriormente, o Tribunal de Justiça, através da Vara Núcleo de Plantão Teresina, havia concedido uma liminar, autorizando a abertura dos supermercados durante este final de semana. De acordo com a decisão, as atividades foram enquadradas como essenciais conforme a Lei nº 13.979/2020, na esfera federal, bem como nos decretos estaduais.

O desembargador considerou que há jurisprudência do STF sobre o poder dos gestores municipais de tomarem medidas sanitárias para conter a pandemia do novo coronavírus.

"Determino a suspensão da eficácia da decisão liminar concedida pelo Juízo de Direito da Vara Núcleo do Plantão Judiciário da Comarca de Teresina – PI nos autos do Mandado de Segurança nº 0814144-38.2020.8.18.0140, até o trânsito em julgado da decisão de mérito na referida ação", finalizou a decisão do presidente.

A decisão judicial concedida aos  supermercados suspendia os efeitos dos artigos  3º e 4º do Decreto Municipal nº 19.859/2020, que proibia a abertura dos estabelecimentos. O mandado de segurança coletivo foi impetrado por cinco grupos de supermercados que argumentam que, em todo o país, apenas o município de Teresina pretende impedir o funcionamento das atividades consideradas como essenciais, no caso o funcionamento dos supermercados, afrontando os princípios da proporcionalidade e razoabilidade.

O desembargador Sebastião Ribeiro Martins disse que sua decisão foi dada em pedido de suspensão dos efeitos da liminar impetrada no Tribunal de Justiça pela  Prefeitura de Teresina argumentando que a  liminar viola frontalmente à ordem e a saúde públicas, contrariando a Constituição Federal e a competência constitucional dos Municípios para legislar sobre a saúde pública.

Com isso, ficam suspensas as aberturas de supermercados em Teresina.

Tribunal de Justiça do Piauí

O prefeito Firmino Filho (PSDB) já tinha anunciado pela manhã que iria recorrer da decisão judicial que liberou o funcionamento dos supermercados. "A insistência das grandes redes de supermercados por continuar com suas atividades normalmente diante da maior crise da história da cidade é uma demonstração clara de falta de solidariedade com a população de Teresina", disse.

Firmino ainda destacou que o comércio varejista de alimentos não sofreu grandes prejuízos com a Pandemia, ao contrário de outras atividades que estão há quase 100 dias sem funcionar. "Se tem uma atividade econômica que não pode reclamar de grandes perdas financeiras durante essa crise é a do comércio varejista de alimentação. No caso, os supermercados. Hoje a cidade amanheceu com 85% dos seus leitos de UTI ocupados. Colocar o ganho financeiro acima da saúde de clientes e colaboradores nesse momento é um desrespeito à vida dos teresinenses e à luta dos profissionais de saúde que estão no limite de suas forças", defendeu.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar