A cocaína encontrada nas bagagens de três brasileiros no aeroporto de Suvarnabhumi, na Tailândia, há uma semana, foi avaliada em 46,5 milhões de baht (equivalente a R$ 7,3 milhões pela cotação desta segunda-feira, dia 21), conforme informou a Alfândega tailandesa numa conferência de imprensa sobre o caso. A droga, totalizada em 15,5 quilos, estava escondida nas malas do trio, já preso.

Mary Helen Coelho da Silva viajou para o país com um homem que conheceu numa rede social. Segundo a irmã dela, a estudante de Enfermagem Mariana Coelho, de 27 anos, a jovem contou que iria de Pouso Alegre, em Minas Gerais, para Curitiba, no Paraná, conhecê-lo e falou que "iria passear", mas não falou nada sobre a viagem internacional

— Ela falou que ia para Curitiba encontrar com ele, que ele era gente fina. Eu falei para ela não ir, para ficar aqui mesmo. Mas ela quis ir. Da Tailândia, só soube quando ela foi presa. 

Mary Helen Coelho está entre os brasileiros presos com cocaína na Tailândia Mary Helen Coelho está entre os brasileiros presos com cocaína na Tailândia 

Após ser detida no aeroporto, Mary Helen enviou um áudio para a irmã, pedindo para que ela procurasse um advogado. "Olha aqui, eu vou te passar o contato do doutor (...). Por favor, liga para ele. Fala para ele fazer alguma coisa. Fala para ele mandar a gente para o Brasil, para a gente responder lá", disse, chorando. 

Num outro áudio, enviado a um advogado, a jovem pede que seja feito um contato com a embaixada: "Tchau doutor (...), fique com Deus, muito obrigada, viu? Manda um beijo para a minha irmã, fala para ela que eu amo meus sobrinhos, eu amo ela, para eles não ficarem preocupados. Só me ajudar. Está bom? Tentar falar com a embaixada brasileira para fazer contato aqui, está bom?". 

Mariana disse que nenhum dos advogados citados nas conversas — os nomes foram omitidos a pedido dela — aceitou o caso de Mary Helen. A estudante de Enfermagem tem tentado obter ajuda para que a irmã seja julgada no Brasil, já que na Tailândia, o tráfico de drogas pode ser punido com pena de morte:

A prisão de Mary Hellen aconteceu no dia 14 de fevereiro, após um voo com escalas que saiu de Curitiba (PR). Ela chegou ao país asiático junto com um dos outros presos.

De acordo com as autoridades tailandesas, primeiramente foram presos o homem, de 27 anos, e a jovem. Eles saíram de Curitiba e, após escalas, chegaram ao país em um voo, por volta das 7h de segunda-feira (14).

Horas depois, as autoridades prenderam o jovem de Apucarana. Ele chegou ao aeroporto em outro voo. As autoridades informaram não saber se ele conhecia os outros suspeitos.

Mala onde autoridades tailandesas encontraram cocaína  com brasileiros Mala onde autoridades tailandesas encontraram cocaína  com brasileiros 

Os presos são:

-Mary Hellen Coelho Silva, 21 anos, moradora de Pouso Alegre (MG);

-Jordi Vilsinski Beffa, de 24 anos, morador de Apucarana (PR);

-Homem, de 27 anos, não teve o nome e nem a cidade divulgados.

Como a droga foi encontrada:

A droga foi encontrada com o homem e a jovem após a equipe do aeroporto desconfiar de itens mostrados no raio X. Os funcionários da alfândega revistaram as três malas dos passageiros e encontraram 9 quilos de cocaína. A droga estava escondida em um compartimento oculto.

Jordi Vilsinski Beffa, de Apucarana, foi preso horas depois. Com ele, ainda conforme autoridades tailandesas, os agentes encontraram 6,5 quilos de cocaína escondidos em duas malas.

O que dizem as autoridades brasileiras:

O Itamaraty informou que está acompanhando a situação e que presta assistência aos brasileiros, mas não detalhou o que está sendo feito em relação ao caso. O órgão disse ainda que "em observância ao direito à privacidade", não pode fornecer dados específicos sobre "casos individuais de assistência a cidadãos brasileiros".

A Polícia Federal (PF) informou que não foi comunicada oficialmente do fato e nem procurada pelos familiares dos presos.

 Jordi Vilsinski Beffa, de Apucarana (PR), é um dos três brasileiros presos na Tailândia  Jordi Vilsinski Beffa, de Apucarana (PR), é um dos três brasileiros presos na Tailândia