Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Camilla Abreu: Ex-companheiras de capitão irão depor em delegacia

Ex-mulheres do capitão irão relatar agressões sofridas

Compartilhe

As ex-companheiras do acusado de assassinar a estudante Camilla Abreu irão prestar depoimentos na Delegacia de Homicídios sobre as agressões que sofreram de Alison Wattson durante o período em que se relacionaram com o capitão da Polícia Militar. 

As mulheres procuraram a especializada após a confirmação do assassinato da estudante, que foi encontrada morta ontem (31), após o acusado confessar o crime e relatar onde ocultou o cadáver da vítima, que estava desaparecida desde a última quinta-feira (26). As ex-companheiras do acusado devem ser ouvidas pelo delegado Emerson Almeida, que investiga o caso. 

Alison Wattson foi preso na tarde de ontem (Crédito: Reprodução)
Alison Wattson foi preso na tarde de ontem (Crédito: Reprodução)

Nesta quinta-feira (01), o coordenador da Delegacia de Homicídios deu mais detalhes sobre o crime cometido contra a estudante. De acordo com ele, a perícia do IML encontrou lesões no corpo da jovem que indicam que ela foi arrastada para o matagal onde o cadáver foi encontrado.

“O perito médico legal, o perito local de crime, ele verificou que ela tinha sinais de lesão no corpo de arrasto, tanto na parte dos ombros, nas costas, como também na região do quadril. Ele [capitão] premeditou tudo. Ele é um indivíduo muito perigoso, e foi um dos requisitos para fundamento da decretação da prisão, porque ele colocou ela em uma estrada vicinal, ele adentrou ao mato [ cerca de 15 metros] e é onde há um lixo que atrai urubu, cachorros e tudo. Ele botou ali justamente para que os animais devorassem o corpo”, afirmou Baretta, em entrevista à repórter Liana Paiva. 

Local onde o corpo foi encontrado (Crédito: Reprodução)
Local onde o corpo foi encontrado (Crédito: Reprodução)

Também nesta quinta-feira, a Rede Meio Norte obteve com exclusividade imagens que mostram o acusado trocando um banco do veículo em que o assassinato ocorreu em uma loja na avenida Miguel Rosa. No vídeo, é possível perceber uma atenção especial do acusado com o encosto para a cabeça do banco, que provavelmente também foi atingido pelo projetil. 


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar